Se você, além de mecânico e dono de oficina mecânica, também é apaixonado por carros, nada melhor do que ficar ligado em todos os tipos de evento automotivo. Afinal, é nessa hora que as mais importantes montadoras do mundo expõem seus melhores carros e também que relevantes lições de liderança e gestão para o segmento aparecem.

Além de ter a oportunidade de realizar passeios incríveis, as competições, eventos e encontros unem carros de Fórmula 1, Stock Car e veículos mais robustos, como jipes e caminhões. No intuito de motivar seu time profissional, considere convidá-los a visitar alguns desses 4 eventos automotivos pois eles podem representar ocasiões únicas de aprendizado e também de divertimento.

Outra grande vantagem de estar presente em um evento automotivo é ver de perto grandes nomes da indústria. Além disso, claro, você ainda tem a chance de tirar fotos com algumas das máquinas que estão entre os carros mais caros e almejados do mundo.

Quer saber um pouco mais sobre os quatro principais tipos de evento automotivo que acontecem pelo mundo? Confira este post e fique por dentro!

1. Fórmula 1

A Fórmula 1, ou simplesmente F1, é o maior espetáculo do automobilismo que acontece no mundo. Para se ter uma ideia da grandiosidade desse evento automotivo, é a modalidade na qual existem as maiores inovações e avanços tecnológicos, assim como os mais altos investimentos.

As competições começaram no início do século XX. Desde então, a F1 teve apenas uma paralisação — entre os anos de 1939 e 1945. Por sua vez, o primeiro Grande Prêmio do Brasil surgiu em 1972 e passou a fazer parte do campeonato desde 1973. O evento acontece no autódromo de Interlagos, em São Paulo, com uma pista de cerca de 4.300 m, que já passou por várias modificações desde a sua inauguração.

Nos últimos anos, com a ajuda do avanço tecnológico, simuladores com realidade virtual ficam disponíveis no autódromo em alguns setores do público. Uma dica para quem pretende comparecer é levar óculos, boné, protetor solar e capa de chuva. Por fim, aconselhamos conferir todas as regras antes de sair de casa, visto que existem algumas restrições sobre o que se pode levar para dentro do autódromo.

2. Rally dos Sertões

Este é um evento automotivo baseado em uma competição de Rali brasileira, que tem dez dias de duração. Uma característica diferente em relação às outras competições é que o Rally dos Sertões tem vários veículos em meio a seus competidores, como carros, motos, caminhões, quadriciclos e UTVs, cada qual disputando em sua categoria.

Vale lembrar que o evento conta com uma ação ambiental, ou seja, um time que fica responsável por cuidar das questões de limpeza e preservação, assim como por ter cautela com as cidades por onde passam. Entre as suas funções está a de recolher o lixo deixado pelos acampamentos das provas e indenizar qualquer proprietário rural que tenha sido lesado de alguma maneira pela corrida.

Além disso, uma das provas já teve mais de 5.000 km e pôde passar por estados de todas as regiões. Todo ano o Rally dos Sertões tem um roteiro diferente. Em 2012 o evento automotivo completou 20 anos de história e teve a participação de 207 competidores, 132 veículos e 53 equipes. Assim, a largada foi em Fortaleza, Ceará, e a prova passou por mais de quatro estados, incluindo Maranhão, Piauí, Pernambuco e Tocantins.

Nessa competição as largadas acontecem separadamente e os pilotos saem em intervalos de no mínimo 30 segundos e de no máximo dois minutos. Dessa maneira eles evitam colisões e não têm problemas ao dividir as pistas.

Primeiro saem as motos, em seguida os quadriciclos, depois os UTVs, os carros e por último saem os caminhões. Por fim, o campeão do torneio é aquele que conquistar o menor tempo na soma de cada um dos dias de todas as etapas.

3. Stock Car

O Campeonato Brasileiro de Stock Car é outra modalidade de evento automotivo e existe desde 1979. Com etapas em estados diferentes brasileiros, tem 12 rodadas e cerca de 30 carros na disputa. Aqui vai uma curiosidade: uma das rodadas da competição é conhecida como Corrida do Milhão. Ela tem duração maior que as demais rodadas com premiação de R$1 milhão!

Dito isso, outro aspecto incomum é que na Stock Car as equipes não têm os próprios motores. Assim que acaba cada etapa, todos são recolhidos pelo fabricante e depois sorteiam entre elas de novo.

Ao contrário do que imaginamos, os camarotes e as arquibancadas das corridas são preenchidos por um público variado. Em todas as cerimônias homens, mulheres, jovens, idosos e crianças marcam presença.

4. Fórmula Indy

Indy Racing League — esse era o nome antigo da Fórmula Indy. Por sua vez, a instituição nos Estados Unidos que colabora com as principais competições de monoposto (veículo no qual cabe somente uma pessoa) é a IndyCar.

Esse evento automotivo é formado por três competições: a IndyCar Series, a USF2000 e a Firestone Indy Lights, sendo a primeira a principal delas. Sua prova mais famosa é conhecida como 500 Milhas de Indianápolis, que acontece no estado norte-americano de Indiana. Por outro lado, a Fórmula Indy apresenta vários aspectos diferentes da Fórmula 1, tais como:

  • maioria das corridas acontece em pistas ovais;
  • provas noturnas e diurnas;
  • uma única marca fornece todos os carros, sendo todos iguais;
  • carros mais pesados e maiores;
  • tanque de combustível menor;
  • direção mecânica;
  • equipes com mais de dois carros e com pinturas diferentes;
  • todos os carros que se apresentam no grid recebem uma pontuação;
  • o piloto que obtiver mais voltas lideradas e que completar a volta mais rápido recebe pontuações extras.

Aqui no Brasil o prêmio aconteceu em 2010 pela primeira vez, em São Paulo. Seu trajeto foi elaborado passando pelas ruas e avenidas da cidade, inclusive pelo Sambódromo. A título de curiosidade, a Marginal Tietê, com 1500 metros, se tornou a maior reta da competição no mundo todo. No ano de 2013 foi sua última edição em terras brasileiras.

Concluindo, acreditamos que foi possível notar como um evento automotivo é carregado de novas experiências, aprendizados e, principalmente, de muita adrenalina! Mas além do lazer e da diversão, o principal aspecto se deve ao fato de que nesses eventos um gestor leva na bagagem as principais lições para agregar em sua prestação de serviços e relacionamento com clientes coisas que nenhum curso é capaz de ensinar.

Se você gostou deste artigo sobre evento automotivo, não deixe de ler também o que sua oficina pode aprender com a Fórmula 1.