6 dicas para fazer o planejamento financeiro da oficina mecânica

Dirigir uma oficina mecânica envolve muitos desafios, não é mesmo? Uma área muito importante para o negócio é o controle do dinheiro do empreendimento. O planejamento financeiro da oficina pode ser a ferramenta certa para manter o saldo positivo e garantir bons rendimentos.

Com o controle adequado das finanças é possível criar um cenário positivo para o futuro e ter os recursos adequados para fazer o negócio crescer. Quer aprender mais sobre o planejamento financeiro da oficina e descobrir boas propostas para ter sucesso com o dinheiro da organização? Confira o nosso post e saiba mais sobre o tema!

Qual a importância do planejamento financeiro da oficina?

O planejamento financeiro da oficina é fundamental para a durabilidade do negócio. Ele contribui para maximizar o controle dos processos, ajudando na criação e delineamento de estratégias para o alcance dos objetivos. Com o planejamento financeiro, é possível construir alternativas viáveis para poupar mais recursos e garantir um manejo otimizado do dinheiro da empresa. 

Além disso, essa ferramenta contribui para a realização de previsões e a criação de planos a longo prazo. Com isso, é possível pensar em investimentos futuros que demandam uma quantidade maior de capital.

Como fazer o planejamento financeiro da oficina?

Há uma série de medidas para fazer o planejamento financeiro da oficina. Veja mais sobre o tema a seguir!

1. Faça uma boa parceria com fornecedores

Uma parceria com bons fornecedores pode gerar uma influência muito positiva para as finanças do empreendimento. Isso acontece porque é possível negociar condições mais vantajosas de pagamento, de entregas e também prazos que atendam às necessidades de ambas as empresas.

A parceria com os fornecedores deve ser uma relação de cooperatividade e compromisso profissional. Para selecionar um bom fornecedor, pesquise bastante, procure informações sobre a organização e dialogue com o gestor da companhia. É fundamental conhecer bem os negociantes antes de formar uma parceria para negócios.

2. Não misture finanças pessoais e da empresa

Misturar as finanças pessoais com as da empresa é um erro comum de muitos empreendedores. Essa medida pode gerar verdadeiros problemas e resultar em dificuldades financeiras para o gestor e para a oficina. Afinal, misturando a conta corporativa e o seu dinheiro pessoal, fica mais difícil fazer os procedimentos de forma adequada. Em pouco tempo, você perde o controle do capital e passa a não encontrar formas de separar os recursos.

Em curto prazo os problemas já começam a aparecer, havendo descompensações de caixa, esquecimentos e fatores que podem dificultar pagamentos e o cumprimento de prazos. Assim, ter uma conta pessoal separada da conta da organização é uma medida essencial para ter melhores condições de lidar com o dinheiro da empresa.

3. Faça o fluxo de caixa

Registrar as movimentações do dinheiro da empresa é fundamental para ter uma boa organização das finanças. Essa notificação sobre as entradas e saídas de recursos é chamada fluxo de caixa. Ela é decisiva para manter as finanças bem organizadas. Assim, você poderá controlar melhor o dinheiro, sabendo quanto está presente no caixa, o que pode ser investido e o que vai para a poupança.

Powered by Rock Convert

Ao anotar todas as movimentações financeiras, é possível também identificar problemas e construir soluções para eles. O fluxo de caixa fornece as informações necessárias para uma boa tomada de decisão e para a realização de medidas que previnem problemas no futuro.

4. Saiba poupar

O planejamento financeiro da oficina também envolve a canalização de parte dos recursos em uma poupança. É muito importante que sejam feitos novos investimentos, que haja constante injeção de capital em crescimento. No entanto, isso não elimina o quanto ter reservas é fundamental. 

Ao poupar, você pode ter recursos para o caso de acontecerem emergências. Assim, é possível resolver o problema e evitar a formação de dívidas. Poupar a longo prazo também pode oferecer recursos para investimentos maiores, como de ampliação da loja, criação de nova franquia, compra de equipamentos novos, entre outras propostas. Mas tenha atenção quando for utilizar os recursos da poupança. O ideal é que sempre haja uma quantidade armazenada para o caso de imprevistos.

5. Faça um bom controle de estoque

Muitos empreendedores pensam que o controle de estoque não é importante. Mas, na realidade, esse gerenciamento oferece informações valiosas sobre como o dinheiro está sendo investido e quais são os retornos obtidos. 

O controle de estoque permite verificar quais são os itens com maior saída e perceber quais são os artigos parados no estoque. Assim, é possível fazer escolhas melhores no momento de abastecer a loja e também organizar promoções para dar saída a produtos estagnados.

Com um bom controle de estoque, há a possibilidade de criar um cenário propício para o crescimento. Você vai saber exatamente quais são os recursos necessários para serem comprados para manter os negócios funcionando com qualidade. Isso diminui o desperdício, promove a satisfação do cliente e otimiza o fluxo de trabalho.

6. Conte com o apoio de um contador para fazer o planejamento tributário

Os impostos em nosso país são muitos e bastante complexos. O planejamento tributário envolve um conjunto de estratégias legalizadas para criar condições mais vantajosas de quitação dos tributos corporativos. 

Para fazer esse procedimento com sucesso e evitar erros, conte com o apoio de um profissional da contabilidade. Com um contador competente, é possível criar alternativas mais vantajosas para o empreendimento e que caminham junto à lei. Assim, você pode poupar recursos e ter mais capital disponível para realizar as operações da oficina de forma bem-sucedida.

O planejamento financeiro é essencial para a oficina mecânica construir uma trajetória de sucesso. Essa ferramenta cria condições para que a canalização de recursos seja feita da forma certa, evitando desperdícios, mantendo uma reserva e favorecendo investimentos mais favoráveis para o desenvolvimento do negócio.

Com planos bem elaborados, registros precisos das movimentações e com parcerias com bons fornecedores, é possível criar um cenário positivo para os negócios e ter o preparo adequado para o enfrentamento dos desafios do mercado.

E então? Gostou das nossas dicas para fazer o planejamento financeiro da oficina? Aproveite para saber quanto cobrar por hora na empresa!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.