Reduzir custos é parte essencial no processo de amadurecimento de uma empresa. Não existe negócio ou empreendimento bem-sucedido que não precise passar por essa etapa. Essa iniciativa, além de evitar desperdícios, ajuda a focar em itens que geram um aumento significativo nos lucros.

A redução de custos sempre será necessária em algum momento no mundo empresarial, e na situação atual do país, com a economia ainda em recessão, esse tipo de estratégia passa a ser obrigatória entre os gestores.

No mundo automotivo não é diferente — se quiser aumentar os lucros e sobreviver no mercado, é preciso reduzir custos. Será essa uma tarefa fácil?

Como reduzir custos?

Apesar de parecer tão simples quanto apertar um parafuso, praticar a redução de custos requer certas estratégias. Não é uma questão de “saber apertar o parafuso, e sim qual parafuso apertar”.

O que pode parecer óbvio para um profissional preparado, não é para alguém que não tem conhecimento técnico ou de gestão. Por isso, para que você não cometa erros que possam prejudicar sua oficina, é necessário aplicar modelos comprovadamente eficazes.

Para ajudá-lo nessa tarefa, traremos 5 dicas práticas de como reduzir custos de forma correta e sem grandes sustos. Confira agora!

1. Comece eliminando o desperdício

Esta dica é do tipo que já trazemos de nossas casas. Água, energia elétrica, gás, são exemplos de itens pelos quais já temos (ou deveríamos ter) o hábito de evitar o desperdício. Trazendo para a oficina, podemos incluir materiais de escritório, limpeza, manutenção, dentre outros.

Mas, o desperdício desses itens só pode ser evitado com a conscientização por parte de todos. É necessário que todos os funcionários estejam engajados para isso — se necessário, todos devem passar por treinamentos específicos para adquirirem tais hábitos. Uma ótima forma de conseguir isso é implantando o programa 5S.

Agindo dessa forma, você não só economizará no final do mês, como propiciará um ambiente mais saudável entre todos os funcionários do estabelecimento. Além disso, despertará ótimos hábitos que serão aplicados em casa e no convívio pessoal.

2. Tenha um bom controle sobre o estoque

A gestão de estoque é uma área da oficina que merece uma atenção especial. Tanto o excesso quanto a falta de materiais no estoque impacta diretamente na redução de custos.

Se você não conta com um produto em estoque, pode perder vendas ou ter que pagar mais caro para suprir a demanda rapidamente. Entretanto, peças encalhadas no estoque é dinheiro parado na oficina, que poderia ser investido em atividades que podem dar retorno imediato.

É essencial ter equilíbrio e negociar com fornecedores pedidos menores e mais entregas, aumentando o giro do estoque. Faça uma análise profunda do seu fluxo, classifique o seu estoque e crie um planejamento correto para a reposição de cada peça.

Lembre-se que o custo de estoque não é apenas o capital investido, mas também a manutenção, movimentação e risco.

3. Invista em bons profissionais

Quando se fala em cortar custos, naturalmente as pessoas ligam a demissões. Mas isso não será necessário se você contar com um quadro enxuto, porém altamente qualificado.

Quando você investe na contratação de profissionais qualificados ou qualifica os que já possui, você está garantindo funcionários motivados, um atendimento diferenciado para os seus clientes, além de facilitar o seu dia a dia como gestor.

Profissionais preparados são mais produtivos e assertivos, o que aumenta o número de serviços realizados, evita retornos, reduz o desperdício e aumenta a satisfação dos clientes.

Esse tipo de profissional também é mais aberto a novos conhecimentos e metodologias, o que facilita a implantação de programas e mudanças.

Embora o salário seja maior, com o tempo você verá que esse tipo de estratégia é mais econômica, pois traz um retorno em termos de qualidade, credibilidade perante os clientes e outros aspectos que melhoram a imagem e o trabalho da oficina.

4. Saiba otimizar os processos

Como um bom gestor, você deve ficar atento a tudo o que acontece na oficina e perceber quando alguns processos não estão funcionando com a dinâmica necessária.

Por exemplo: quando você tem apenas um eletricista na oficina e a demanda por esse tipo de manutenção está muito grande, com certeza isso gerará uma fila enorme de espera, causando transtorno e impaciência nos clientes.

Para sanar esse problema, é preciso, primeiramente, analisar o fluxo dos processos e as demandas. Nessa análise, você deve identificar o gargalo do processo, o item que pode travar os demais se não for realizado. Por fim, deve tomar medidas para minimizar esse processo.

Uma das alternativas é contar com colaboradores que dominem várias especialidades e possam dar suporte quando algum setor estiver sobrecarregado. Saiba escolher e distribuir o corpo de funcionários corretamente e com responsabilidade, assim evitará gargalos e situações que possam atrapalhar a boa rotina da empresa.

Com processos otimizados, evitará profissionais ociosos e atrasos na entrega, o que reduzirá o seu custo com mão de obra e horas extras.

5. Desenvolva a sua habilidade de gestão

Essa é uma das dicas mais importantes. Não adianta seguir todos os passos anteriores, se você não se aperfeiçoa como gestor. O bom funcionamento da oficina, o que inclui a diminuição de custo, depende da sua capacidade de liderança e coordenação.

É de suma importância que você use parte do seu tempo para estudar e aprender novos conceitos e estratégias para gerir o seu negócio. Invista em cursos e workshops sobre gestão de negócios para aperfeiçoar as suas capacidades e habilidades.

Esteja presente nas principais feiras do seu segmento, leia revistas, participe de grupos de discussão e siga blogs nacionais e internacionais que são autoridades no ramo automotivo. Com certeza você verá muitas ideias que poderão ser aplicadas na sua oficina e terá maior facilidade na hora de fazer planejamentos e traçar estratégias.

Um gestor que se mostra capacitado para a função passa mais confiança e credibilidade perante os seus liderados e clientes.

Não há segredos para reduzir custos, é necessário um trabalho sério, contínuo e coletivo, que envolve identificar os desperdícios, controlar o estoque, otimizar processos e contar com profissionais e gestor qualificados. Dessa forma, a sua oficina continuará dando lucro e crescendo continuamente.

Gostou deste artigo? Assine a nossa newsletter e esteja sempre atualizado.