Devido à alta competitividade do mercado automobilístico atual, é fundamental mostrar o diferencial dos serviços oferecidos pela sua oficina mecânica. Hoje, além de fazer uma boa divulgação do seu negócio, é preciso sempre pensar no que pode ser melhorado internamente.

E é por isso que devemos investir em práticas para aumentar a produtividade na oficina. Mas sabemos que, muitas vezes, isso pode ser um grande desafio — afinal, depende do trabalho de todos os funcionários.

Diante disso, neste post mostraremos algumas dicas para que você saiba como aumentar a produtividade de forma prática, otimizando tempo e aumentando o rendimento de sua oficina. Continue lendo e confira!

1. Invista na capacitação dos funcionários

Um mecânico experiente é essencial para qualquer oficina. Entretanto, esse conhecimento não é adquirido apenas no dia a dia. Para possuir uma equipe bem capacitada, que realize suas funções com eficiência, é preciso promover treinamentos e outros eventos de aprendizagem para todos.

Do ponto de vista do mecânico — que trabalha diretamente nos reparos —, é possível realizar treinamentos para utilização de novas ferramentas e equipamentos, capacitar para diferentes tipos de conserto, apresentar novas tecnologias, entre outros.

De fato, são muitos os possíveis assuntos que podem torná-lo um profissional bem qualificado. Além disso, você mesmo pode intermediar certos treinamentos que desenvolvam outras capacidades nos funcionários.

A gestão do tempo, por exemplo, é uma forma muito inteligente de tornar a rotina da oficina mais organizada — o que reflete diretamente na produtividade dos funcionários.

De toda forma, lembre-se de que a comunicação é a chave para uma relação sadia com os funcionários. E os treinamentos vão deixá-los mais motivados, já que perceberão o quanto a oficina está investindo em todos eles.

2. Tenha todos os equipamentos

Não adianta nada contar com o melhor dos mecânicos se ele não tiver as ferramentas mínimas para realização do seu trabalho. Por isso, você deve investir na compra e manutenção de todos os equipamentos necessários para que a sua oficina funcione sempre a todo vapor.

E não basta apenas comprar — é preciso realizar uma inspeção periódica na qualidade das ferramentas e dos equipamentos. Inclusive, não se esqueça de incentivar os funcionários a informar, com antecedência, quando algum item precisar ser substituído.

Devidamente equipado, um mecânico realiza reparos e ajustes de forma bem mais rápida. Além disso, ele garante a qualidade desse serviço que tornará seus clientes fiéis. Então, fique de olho!

3. Mantenha a organização

De fato, este é um dos problemas mais comuns em muitas oficinas: muitas vezes, a pressa de alguns mecânicos para terminar um serviço faz com que eles deixem ferramentas espalhadas e sujeira acumulada no local de trabalho.

Pois isso não só compromete a qualidade do serviço como coloca em risco a saúde e segurança dos funcionários. Sem falar, é claro, nos atrasos!

É importantíssimo ter um ambiente limpo e organizado, pois isso possibilita que os profissionais encontrem, sempre no mesmo lugar, todas as ferramentas de que precisam naquele momento. E não é preciso dizer que ninguém quer pisar numa poça de óleo escondida e levar um tombo, certo?

Assim, a melhor forma de garantir uma boa organização é solicitar que cada um faça uma breve limpeza após concluir qualquer reparo. Jogar o lixo fora, varrer a poeira, guardar as ferramentas etc. — isso evitará o acúmulo de sujeira e a perda de ferramentas compartilhadas entre os mecânicos.

E não se esqueça de destinar os resíduos poluentes, como óleo velho, ao descarte apropriado.

4. Divida bem as tarefas

Não importa quem é o mecânico: ninguém consegue trabalhar direito se novas tarefas são passadas a cada vinte minutos.

Afinal, a interrupção de um reparo para resolver outro problema pode fazer com que o mecânico esqueça em que ponto havia parado, demorando ainda algum tempo para retomar o serviço. Isso sem falar nos riscos de um conserto mal feito!

Portanto, é fundamental dividir bem as tarefas e distribuí-las individualmente. No máximo, deixe o mecânico informado quanto à próxima tarefa que ele deve fazer, mas nunca crie uma grande fila de responsabilidades.

Isso faz com que o funcionário perca o foco e demore mais em cada serviço. Fazendo uma coisa de cada vez, por outro lado, todos se tornam mais eficientes.

5. Faça um cronograma de serviços

Como explicamos acima, é essencial que as tarefas sejam bem divididas entre os funcionários. Além de evitar o acúmulo de trabalho sobre alguns e não prejudicar o foco naquilo que devem fazer, isso proporciona um melhor controle da lista de serviços pendentes.

Portanto, não esqueça de desenvolver um bom planejamento e criar um cronograma de serviços. Nele, você deve incluir qual o veículo em questão, o reparo ou ajuste específico que deve ser feito e qual é o prazo estipulado para entrega.

Com essas informações em mãos, fica muito mais fácil controlar a entrada e saída de serviços, assim como prever quais peças precisam ser compradas, ou repostas no estoque, e dar ao mecânico o tempo necessário para realizar seu trabalho.

Além disso, um cronograma bem elaborado ainda ajuda a calcular o rendimento final da oficina naquele mês, e a analisar se a quantidade atual de mecânicos é suficiente ou se é hora de contratar mais.

6. Trabalhe com avaliações periódicas

Por fim, não basta investir em práticas que ajudem a aumentar a produtividade na oficina; é preciso ter uma forma de acompanhar esse rendimento e saber se as ações estão surtindo efeito. Nesse sentido, desenvolva o costume de realizar avaliações periódicas dos funcionários e incentivá-los a fazer o mesmo.

Muitas vezes, um profissional pode não ter seu melhor desempenho simplesmente por não saber de que forma pode melhorar. Nesses casos, se usada da maneira correta, uma avaliação pode ser algo muito produtivo.

Procure, então, levantar pontos positivos e negativos de cada um durante a rotina de trabalho, e guarde todas essas anotações para o momento da avaliação.

Mas é preciso ter bastante cuidado para que o funcionário entenda que não se trata de uma crítica negativa, e sim uma ajuda para que ele melhore ainda mais. É justamente por isso, inclusive, que você deve sempre valorizar os pontos positivos!

Dessa forma, todos estarão mais atentos ao seu próprio desempenho e saberão de que maneira podem melhorar. E lembre-se de promover essas reuniões individualmente, para evitar a exposição dos funcionários, deixando-os desconfortáveis.

Ainda assim, promova pequenas reuniões coletivas regularmente, para que os mecânicos também possam apontar suas ideias e sugestões. Afinal, aumentar a produtividade na oficina é um processo que depende da colaboração de todos!

Gostou do post? Quer ainda mais dicas como essas? Então aproveite para ler também sobre como o overdelivering ajuda a fidelizar clientes na oficina mecânica!