Descubra já como aumentar a produtividade na sua oficina mecânica

Devido à alta competitividade do mercado automobilístico atual, é fundamental mostrar o diferencial dos serviços oferecidos pela sua oficina mecânica. Hoje, além de fazer uma boa divulgação do seu negócio, é preciso sempre pensar no que pode ser melhorado internamente. É por isso que devemos investir em práticas para aumentar a produtividade na oficina. Contudo, sabemos que, muitas vezes, isso pode ser um grande desafio — afinal, depende do trabalho de todos os funcionários.

Diante disso, neste post mostraremos algumas dicas para que você saiba como aumentar a produtividade de forma prática, otimizando tempo e aumentando o rendimento de sua oficina. Continue lendo e confira!

Qual a importância de acompanhar a produtividade na oficina?

Acompanhar a produtividade na oficina é essencial para garantir bons resultados e para a empresa permanecer competitiva no mercado. A proposta é promover um bom uso do tempo, de forma que as entregas e reparos sejam realizados em intervalos adequados e ágeis.

Outra questão relevante sobre o tema é que, se não houver um acompanhamento preciso da produtividade, a oficina pode alcançar um estado de desordem do fluxo de trabalho. Isso significa que há períodos de sobrecarga de tarefas e outros momentos em que muitos colaboradores ficam ociosos.

A gestão da produtividade inclui o treinamento, o monitoramento de tarefas, a organização e a otimização do espaço de trabalho, a operação e manutenção dos equipamentos. O objetivo é estabelecer uma dinâmica operacional em que os recursos e o tempo sejam mais bem utilizados, promovendo mais rentabilidade sem gerar danos ou prejuízos.

 Como acompanhar a produtividade na oficina?

Para ter um bom acompanhamento da produtividade na oficina é importante investir em alguns recursos para aumentar o controle dos processos. Uma boa estratégia é mapear as atividades realizadas e medir o tempo médio utilizado em cada tarefa. A partir desses dados, planeje a agenda com os colaboradores e tenha atenção em casos em que um serviço toma mais tempo que o estipulado.

Outra estratégia interessante é a criação das listas de tarefas, com marcações para os itens já cumpridos. Os checklists são ótimos recursos que contribuem para otimizar a rotina e evitar desperdício de tempo.

Os serviços realizados diariamente também devem ser registrados. É importante revisar essas anotações periodicamente e observar situações em que as entregas sofreram reduções ou aumentos. Com isso, é possível identificar pontos de melhorias e potencialidades no gerenciamento dos processos.

 Quais fatores podem estimular a produtividade na oficina?

Há muitos fatores que contribuem com a produtividade da oficina automotiva. Vamos explicar melhor esses elementos a seguir. Acompanhe!

Organização

A desorganização na oficina pode ser uma grande fonte de problemas. Os colaboradores podem gastar um grande tempo nas tarefas porque não encontram as ferramentas quando precisam. Além disso, os itens fora do lugar e a sujeira podem contribuir para problemas de saúde, descarte inadequado de resíduos e acidentes de trabalho.

Uma oficina limpa e ordenada oferece uma boa imagem da empresa para os clientes e para os próprios colaboradores. Com as coisas no lugar, é possível estabelecer uma dinâmica de trabalho efetiva e funcional.

Disponibilidade dos materiais adequados

Os funcionários precisam ter os recursos certos em mãos para realizar os reparos. A gestão adequada do estoque é indispensável para os mecânicos desenvolverem as atividades em tempo. Afinal, quando há algum item faltando, os prazos de entrega são aumentados para providenciar a peça ou material e isso pode ser um fator para o cliente buscar outra opção.

Com a disponibilidade dos materiais adequados, a empresa tem condições de alcançar melhores resultados e ser mais produtiva. Para isso, é essencial estudar bem o negócio, mantendo registros eficientes e acompanhar periodicamente o fluxo de processos.

Com isso, você vai saber quais são os itens de maior saída, os que devem ser comprados em maior quantidade e quais devem permanecer no estoque em menor escala.

Contar com um fornecedor de peças automotivas ágil

Contar com um fornecedor de peças automotivas de confiança e que entrega os materiais com agilidade é muito importante para ter uma boa dinâmica na oficina. A medida proporciona condições para fazer a previsão da capacidade de atendimento e para o estabelecimento de prazos adequados à realidade da loja com o cliente.

Além disso, um fornecedor ágil ajuda no planejamento da agenda e na definição de metas tangíveis, o que é essencial no plano de negócios.

Como aumentar a produtividade na oficina?

Há várias estratégias para aumentar a produtividade e alcançar bons resultados. Destacamos a seguir quais são as medidas mais relevantes para você melhorar o rendimento da oficina. Veja mais!

1. Invista na capacitação dos funcionários

Um mecânico experiente é essencial para qualquer oficina. Entretanto, esse conhecimento não é adquirido apenas no dia a dia. Para ter uma equipe bem-capacitada, que realize suas funções com eficiência, é preciso promover treinamentos e outros eventos de aprendizagem para todos.

Do ponto de vista do mecânico — que trabalha diretamente nos reparos —, é possível realizar treinamentos para utilização de novas ferramentas e equipamentos, capacitar para diferentes tipos de conserto, apresentar novas tecnologias, entre outros.

De fato, são muitos os possíveis assuntos que podem torná-lo um profissional bem-qualificado. Além disso, você mesmo pode intermediar certos treinamentos que desenvolvam outras capacidades nos funcionários.

A gestão do tempo, por exemplo, é uma forma muito inteligente de tornar a rotina da oficina mais organizada — o que reflete diretamente na produtividade dos funcionários. De toda forma, lembre-se de que a comunicação é a chave para uma relação sadia com a equipe.

Vale ressaltar que os treinamentos vão deixá-los mais motivados, já que perceberão o quanto a oficina está investindo em todos eles.

2. Tenha todos os equipamentos

Não adianta nada contar com o melhor dos mecânicos se eles não tiverem as ferramentas mínimas para realização do seu trabalho. Por isso, você deve investir na compra e manutenção de todos os equipamentos necessários para que a sua oficina funcione sempre a todo vapor.

Entretanto, não basta apenas comprar — é preciso realizar uma inspeção periódica na qualidade das ferramentas e dos equipamentos. Inclusive, não se esqueça de incentivar os funcionários a informar, com antecedência, quando algum item precisar ser substituído.

Devidamente equipado, um mecânico realiza reparos e ajustes de forma bem mais rápida. Além disso, ele garante a qualidade desse serviço que tornará seus clientes fiéis. Então, fique de olho!

3. Mantenha a organização

De fato, esse é um dos problemas mais comuns em muitas oficinas: muitas vezes, a pressa de alguns mecânicos para terminar um serviço faz com que eles deixem ferramentas espalhadas e sujeira acumulada no local de trabalho. Porém, esse quadro desfavorável não só compromete a qualidade do serviço como coloca em risco a saúde e segurança dos funcionários. Sem falar, é claro, nos atrasos!

É importantíssimo ter um ambiente limpo e organizado, pois isso possibilita que os profissionais encontrem, sempre no mesmo lugar, todas as ferramentas de que precisam naquele momento. Não é preciso dizer que ninguém quer pisar em uma poça de óleo escondida e levar um tombo, certo?

Assim, a melhor forma de garantir uma boa organização é solicitar que cada um faça uma breve limpeza após concluir qualquer reparo. Limpar manchas de graxa e óleo, varrer a sujeira, guardar os materiais etc. — isso evitará o acúmulo de poeira e a perda de ferramentas compartilhadas entre os mecânicos. Não se esqueça de destinar os resíduos poluentes, como óleo velho, ao descarte apropriado.

4. Faça uma boa divisão das tarefas

Não importa quem é o mecânico: ninguém consegue trabalhar direito se novas tarefas são passadas a cada vinte minutos.

Afinal, a interrupção de um reparo para resolver outro problema pode fazer com que o mecânico esqueça em que ponto havia parado, demorando ainda algum tempo para retomar o serviço. Isso sem falar nos riscos de um conserto mal feito!

Portanto, é fundamental dividir bem as tarefas e distribuí-las individualmente. No máximo, deixe o mecânico informado quanto à próxima etapa que ele deve fazer, mas nunca crie uma grande fila de responsabilidades.

Isso faz com que o funcionário perca o foco e demore mais em cada serviço. Fazendo uma coisa de cada vez, por outro lado, todos se tornam mais eficientes.

5. Faça um cronograma de serviços

Como explicamos acima, é essencial que as tarefas sejam bem-divididas entre os funcionários. A medida evita o acúmulo de trabalho sobre alguns indivíduos. Além disso, isso também ajuda a ter um melhor controle da lista de serviços pendentes.

Portanto, não esqueça de desenvolver um bom planejamento e criar um cronograma de serviços automotivos. Nele, você deve incluir qual o veículo em questão, o reparo ou ajuste específico que deve ser feito e qual é o prazo estipulado para entrega. Com essas informações em mãos, fica muito mais fácil controlar a entrada e saída de serviços, assim como prever quais peças precisam ser compradas, ou repostas no estoque, e dar ao mecânico o tempo necessário para realizar seu trabalho.

Além disso, um cronograma bem-elaborado ainda ajuda a calcular o rendimento final da oficina naquele mês, e a analisar se a quantidade atual de mecânicos é suficiente ou se é hora de contratar mais.

6. Trabalhe com avaliações periódicas

Por fim, não basta investir em práticas que ajudem a aumentar a produtividade na oficina; é preciso ter uma forma de acompanhar esse rendimento e saber se as ações estão surtindo efeito. Nesse sentido, desenvolva o costume de realizar avaliações periódicas dos funcionários e incentivá-los a fazer o mesmo.

Há situações em que um colaborador pode não ter seu melhor desempenho simplesmente por não saber sobre quais são os pontos em que não está indo bem. A avaliação de desempenho pode ser de grande contribuição nesses casos, dando ao profissional uma orientação sobre melhorias.

Procure, então, levantar pontos positivos e negativos de cada um durante a rotina de trabalho, e guarde todas essas anotações para o momento da avaliação.

Mas é preciso ter bastante cuidado para que o funcionário entenda que não se trata de uma crítica negativa, e sim uma ajuda para que ele melhore ainda mais. É justamente por isso, inclusive, que você deve sempre valorizar os pontos positivos!

Dessa forma, todos estarão mais atentos ao seu próprio desempenho e saberão de qual maneira podem melhorar. Lembre-se de promover essas reuniões individualmente, para evitar a exposição dos funcionários, deixando-os desconfortáveis.

Ainda assim, promova pequenas reuniões coletivas regularmente, para que os mecânicos também possam apontar suas ideias e sugestões. Afinal, aumentar a produtividade na oficina é um processo que depende da colaboração de todos!

7. Reconheça o trabalho da equipe

Um trabalhador motivado tem melhor rendimento nas atividades e se dedica mais nos desafios do dia a dia. Para isso, é fundamental que ele tenha um laço com o time, que ele se sinta pertencente ao grupo. Mas, mais que isso, o profissional precisa de reconhecimento.

Valorize os esforços dos funcionários e se esforce na criação das melhores condições de trabalho possíveis. O colaborador merece um elogio ou uma promoção quando ele mostra que cumpre bem com as tarefas.

8. Invista constantemente em novas tecnologias

As tecnologias estão em avanço contínuo e ter abertura para as inovações é muito importante para manter a competitividade da empresa no mercado. Sempre há muitos recursos sendo lançados, que ajudam a facilitar a rotina, convertendo processos repetitivos e complicados em tarefas ágeis e precisas.

Além disso, os veículos passam por aprimoramento contínuo na indústria. Assim, se você não se modernizar, sua empresa pode perder clientes com o passar do tempo, devido à falta de recursos que atendam às novas tecnologias.

9. Estabeleça uma boa comunicação com a equipe

A boa comunicação com a equipe contribui para melhorar uma série de variáveis na oficina. Ela ajuda a organizar melhor a agenda e a promover um fluxo de trabalho mais rápido e preciso. Os erros e desencontros são evitados, porque as informações são passadas com mais cuidado e precisão.

Além disso, todo mundo trabalha com mais facilidade porque as conversas fluem melhor, os pontos necessários são esclarecidos e assim há menos mal-entendidos. Você pode utilizar as potencialidades da tecnologia, como o WhatsApp Business, como uma ferramenta para facilitar esse processo. O resultado disso é um relacionamento positivo entre os colaboradores, a redução dos erros e do retrabalho e o aumento da produtividade.

Melhorar o rendimento na oficina exige alguns investimentos, mas gera um retorno muito positivo. A ideia é canalizar os recursos em possibilidades mais rentáveis e também estabelecer um fluxo correto para as tarefas, com tudo muito bem-controlado para evitar a desordem.

Para isso, as tecnologias e os treinamentos do time desempenham uma função especial, pois eles oferecem condições para a equipe trabalhar com precisão e qualidade. Além disso, o fornecedor de confiança e que trabalha com velocidade é imprescindível para que a dinâmica da oficina seja mais ágil e produtiva. A organização do espaço também é essencial e contribui para o time trabalhar bem e em segurança. Com essas variáveis funcionando bem no negócio, você vai conseguir aumentar a produtividade e melhorar os resultados!

Gostou de aprender com nosso post? Assine a nossa newsletter para receber mais conteúdos relevantes para o negócio em seu e-mail!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

3 Comentários

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.