Um motor nada mais é do que um dispositivo que pode converter vários tipos de energia em energia mecânica, podendo, assim, ser capaz de gerar movimento. Ao levarmos esse conceito para o setor automobilístico, não há muita diferença. No caso do motor de carro, cabe a ele a função de converter a energia calorífica liberada pela queima de combustível em energia mecânica, fazendo com que as rodas do veículo se movimentem.

Essa é somente uma descrição mais generalizada. Para compreender de forma mais completa o funcionamento do motor do carro, é necessário detalhar suas peças e funções. Ele é uma peça primordial do veículo e, por isso, é necessário conhecer bem o seu funcionamento, a fim de realizar um trabalho de qualidade em sua oficina mecânica.

Quer saber exatamente como funciona o motor do carro? Então acompanhe nosso post!

Como funciona o motor de carro?

O motor não é formado somente por uma única peça. Apresenta muitos equipamentos que atuam de maneira conjunta e organizada para que ele funcione. É preciso entender como funciona cada uma dessas partes para compreender como o combustível vira energia dentro dele. Conheça as peças que o compõem e suas respectivas funções:

  • cabeçote — conhecido também como cabeça da motorização. Tem a função de regular a entrada de ar e combustível, junto às velas, dentro do motor;
  • válvulas — peças que vedam as estruturas das câmaras que transportam os gases da combustão para o escapamento;
  • vela de ignição — tem a função de acender uma pequena faísca, facilitando a combustão entre o ar e o combustível, dentro da máquina. Isso ocorre no instante em que se dá a partida do carro;
  • anéis do pistão — comandam o ciclo da combustão e os gases lançados pelo escapamento, dificultando a chegada deles no cárter e também impedindo que o óleo entre na câmara de combustão;
  • cilindros e pistão — os cilindros facilitam a movimentação do pistão. Quando os gases formados da queima do ar e combustível surgem na câmara de combustão, os pistões se movimentam para cima e para baixo, comprimindo esse ar e fazendo com que o veículo ande;
  • alternador — quando o veículo está em uso, ele liga todos os pontos elétricos do carro à bateria;
  • cárter — onde o óleo do automóvel fica armazenado. É ele quem envia a substância para lubrificar as peças do motor, enquanto o carro está ligado.

Quais as etapas do motor?

A principal função do motor é permitir que o combustível colocado no veículo se transforme em energia, possibilitando que ele entre em movimento e que seja possível utilizá-lo no seu dia a dia. Por esse motivo, ele é considerado o coração da sua máquina.

Para que essa transformação química aconteça, o combustível precisa passar por algumas etapas antes de se transformar em energia, a fim de fazer com que o carro se movimente. São quatro as etapas: admissão, compressão, combustão e escape. Conheça cada uma delas e saiba como tudo acontece!

Admissão e compressão

Ao abastecer o veículo, o ar entra no motor por meio de canos. Ao mesmo tempo, o combustível será filtrado e dividido por toda flauta e, depois, percorrerá o bico injetor — que terá a função de fazer com que o ar e o combustível se juntem da melhor maneira possível. 

Dentro do cilindro, o pistão se movimentará e comprimirá essa mistura, ao mesmo tempo em que a válvula por onde o composto entrou se fechará.

Combustão

Em seguida, dentro do cilindro comprimido pelo pistão, a vela soltará uma pequena faísca, provocando uma combustão. O pistão descerá novamente, devido à energia gerada por essa pequena explosão. Depois disso, o motor começa a funcionar e o carro consegue se movimentar, produzindo e queimando energia de forma contínua até o momento em que você desligá-lo.

Escape

Em decorrência da fase anterior, o cilindro, que, até então, acondicionava o composto do combustível com o oxigênio, hospedará uma quantidade de fumaça que deve ser eliminada. Esse descarte é essencial para que o processo de combustão aconteça novamente sem nenhuma impureza.

Por meio de duas válvulas, essa limpeza é realizada e possibilita que o ar impuro saia do motor, com a ajuda do pistão que subirá novamente. Depois, a fumaça será coletada por canos e chegará até o abafador do escapamento — que tem a função de reduzir o barulho geralmente feito.

É importante ressaltar que esse processo não acontece ao mesmo tempo em todos os cilindros do veículo. Dessa forma, o motor pode trabalhar de modo mais organizado e com menos trepidação.

Quais são os diferentes tipos de motores?

Motor 1.0

O motor 1.0 ou 1000 cilindradas é o que apresenta menor potência, mas é o que gasta menos combustível.

Motor 1.4

O motor 1.4 é o que integra economia e desempenho. Assegura desempenho satisfatório quando o ar-condicionado no veículo está ligado, sem que a sua potência seja comprometida. Isso já não é possível em modelos 1.0.

Motor 1.6

Esse motor possibilita que o motorista tenha menos trocas de marchas, melhores arranques e retomadas e também evita a perda de potência do veículo em subidas. Seu consumo é maior do que os motores 1.4, o que é compensado na maior agilidade.

Motor 1.8

O motor de 1800 cilindradas é ideal para veículos de maior porte, pelo fato de serem mais pesados. Devido ao seu alto consumo, não é muito utilizado em veículos que circulam mais dentro das cidades.

Motor 2.0

Os carros com o motor de 2000 cilindradas estão entre os mais ágeis. Asseguram grande desempenho do veículo mesmo com o ar-condicionado ligado durante subidas e ultrapassagens. Apresentam grande consumo de combustível, mas não deixam a desejar na velocidade.

Motor Turbo

Esse motor oferece mais potência sem aumentar o tamanho do motor. O sistema consegue colocar mais ar dentro dos cilindros, onde é dividido em duas partes: a parte quente e a parte fria. A parte quente é ligada à saída do escapamento, e a parte fria (compressor), faz parte do sistema de admissão de ar. Isso faz com que motores 1.0 turbo apresentem aceleração e retomada semelhantes aos motores 1.6 normais.

Agora que você já entendeu como funciona o motor de carro e quais as peças envolvidas no processo da queima de combustível, utilize seu conhecimento para prestar mais atenção no funcionamento dos veículos e identificar possíveis problemas encontrados, para poder solucioná-los na oficina mecânica

Se você gostou deste post sobre como funciona o motor de um carro, então siga as nossas redes sociais e acompanhe as nossas atualizações. Estamos no Facebook, Google e YouTube!