Embora alguns donos de negócio possam achar que a forma de fazer a exposição de produtos é algo que tem pouca importância, a verdade é que este tipo de cuidado afeta diretamente os resultados da empresa.

Além de ajudar a melhorar a imagem do empreendimento, uma boa organização dos itens que se tem para vender pode aumentar o seu faturamento no final do mês.

Este é um assunto tão importante que existe uma área do marketing voltada diretamente para conseguir extrair o máximo dos clientes, olhando apenas para a forma como ofertam os produtos de uma loja. É com base nesse tipo de metodologia que separamos as melhores dicas para ajudar na sua oficina.

1. Organizar produtos por categoria

Para que fique mais fácil para você e também para o cliente, o ideal é deixar tudo organizado por categorias.

Apesar de parecer óbvio, muita gente acaba misturando alguns itens que não têm muita relação entre si porque a correria do dia a dia não deixa muito tempo para que se possa manter tudo organizado. Isso faz com que cada vez mais tudo se misture e quando vemos a confusão está instalada.

Uma oficina que mantém seus produtos organizados passa confiança para o seu público. Além disso, vai ficar muito mais fácil encontrar todas as peças que se precisa quando tudo estiver devidamente guardado no lugar certo.

No início pode ser meio cansativo, mas, com o tempo, você vai ver que fica automático e o ambiente fica mais agradável de trabalhar.

2. Destacar os itens em promoção

Quando entramos em um supermercado, rapidamente temos uma boa visão dos itens que estão em promoção. Com letras maiores, cartazes e cores mais chamativas, a loja nos mostra facilmente o que está sendo vendido com um preço mais interessante.

A mesma coisa tem que ser feita dentro da oficina. Se por acaso você comprou um lote maior de peças e quer fazer com que elas sejam vendidas por meio de algum tipo de promoção, precisa dar um jeito de destacar bem esses produtos.

Pode-se colocar uma placa falando da promoção e até deixar o item mais perto do cliente. O importante é fazer com que esse produto tenha maior destaque do que os demais. Do contrário, a clientela possivelmente não vai reparar que há uma condição especial na compra deles.

3. Leve em conta a linha de visão

Cereais infantis normalmente estão sempre colocados nas prateleiras de baixo das lojas e isto não é uma simples coincidência. Eles estão lá porque são mais fáceis de serem vistos pelas crianças.

Por outro lado, os produtos que são mais voltados para os adultos disputam as posições que ficam pelo menos a mais de um metro do chão, exatamente pelo mesmo motivo: estar na linha de visão dos seus consumidores.

Sendo assim, ao fazer a organização dos seus produtos na oficina tente sempre colocar na linha de visão dos seus clientes aqueles itens que você mais tem interesse que eles vejam: os que dão mais retorno financeiro ou os que acabam ajudando a vender também algum serviço agregado.

4. Facilite o acesso

Outro fator muito importante na hora de pensar na sua exposição de produtos é o acesso. Quanto mais eles estiverem longe e inacessíveis aos clientes, menos chances de vendas terão.

Além da visão, todos nós somos muito afetados pelo tato e quando o assunto é peças automotivas a coisa não é diferente. Queremos sentir o peso das peças, vê-las por outros ângulos, examiná-las.

Por isso, é importante dar acesso para que o cliente tenha a possibilidade de tocá-las sem ter que ficar pedindo toda hora para alguém pegar, que é algo que intimida muita gente.

5. Mantenha tudo limpo

Foi-se a época em que uma oficina não precisava prestar tanta atenção à limpeza do ambiente. Hoje é possível entrar em estabelecimentos extremamente bem organizados e muito limpos e isso faz toda a diferença.

Se a exposição dos produtos que você vende está suja ou empoeirada, esse tipo de visão pode ser interpretado pelo seu cliente como falta de cuidado e desleixo. Automaticamente, ele poderá também pensar que o serviço que você fará no carro dele seguirá a mesma falta de padrão. Isso, com certeza, afasta clientes.

6. Evite espaços vazios

Ao chegar em uma loja qualquer e deparar com uma prateleira com muitos espaços vazios, a nossa primeira impressão é de que alguns produtos estão faltando e isso pode ser um sinal ruim. Talvez a loja esteja com uma condição financeira fraca ou não conseguiu se organizar para repor os itens.

Existe até uma linha de pensamento que diz que é interessante deixar um ou outro produto disposto como se houvessem sido retirados alguns exemplares, para sugerir que ele tem mais saída do que os demais, mas isso não é um consenso.

Sendo assim, o melhor mesmo é não deixar buracos no seu mostruário. Mantenha suas prateleiras bem abastecidas para mostrar aos clientes que você tem um negócio funcionando bem e que está pronto para atender a todos que precisarem.

7. Atenção à iluminação

Nossos olhos são atraídos naturalmente para a luz. Não é por acaso que shows e grandes espetáculos estão sempre utilizando refletores e projetores potentes.

No comércio de produtos e serviços é a mesma coisa: uma boa iluminação traz mais resultados. Lógico que não estamos falando em instalar um monte de holofotes na sua oficina, mas é importante cuidar de como você ilumina seus ambientes.

Tente manter janelas abertas e cuide para que a iluminação da exposição de produtos esteja adequada. É preciso que seus clientes vejam bem o que você tem a oferecer. Do contrário, você estará diminuindo as suas vendas.

Se seguir bem cada uma destas dicas, você verá como sua oficina ficará melhor organizada e como seu público tenderá a consumir mais produtos que você oferece.

Caso queira conhecer outras boas práticas de mercado, ficar atualizado do que anda acontecendo no mundo dos negócios voltado para o ramo automobilístico e receber outros conteúdos que vão ajudá-lo a administrar melhor a sua empresa, assine a nossa newsletter. Temos sempre matérias feitas sob medida para você e seu negócio.