Iniciar e manter um empreendimento é um grande desafio, principalmente em tempos de crise, como os atuais. Isso porque, nesses períodos, o acesso a crédito se torna mais burocrático, em virtude do maior risco de inadimplência. No entanto, é justamente nesse período que o pequeno empreendedor mais precisa ter linhas de crédito à sua disposição.

A maior parte das oficinas nos estados brasileiros nasce como pequena empresa. Além de toda dificuldade e burocracia que existe no Brasil para sustentar um empreendimento, são necessários investimentos para compras de equipamentos, contratação de mão de obra, aluguel ou reforma de espaço, expansão, capacitação de pessoal, entre outros.

Para ajudar nesse sentido, o artigo de hoje traz 7 opções de linhas de crédito que podem ser buscadas por donos de oficinas mecânicas ou outros empreendimentos menores que precisam de um reforço no caixa para poder manter o negócio e crescer. Continue a leitura logo abaixo.

1. Linha Proger

Conhecida como linha de crédito Proger Urbano, consiste em um financiamento de até duzentos mil reais por empreendimento. O valor do financiamento pode ser dividido em até quarenta e oito meses — os doze primeiros são de carência.

O Proger é uma ótima opção para o gestor que deseja impulsionar a produtividade da sua oficina, comprando equipamentos ou fazendo reformas necessárias para melhora da rotina de trabalho. O valor concedido está abaixo de outras linhas de crédito que serão apresentadas mais para frente, mas para o pequeno empreendedor é uma quantia considerável. As taxas de juros do financiamento ao longo prazo são de até 12% ao ano.

2. BNDES automático

Este é o tão conhecido financiamento que é concedido por meio de instituições financeiras credenciadas ao BNDES. Diferente da Linha Proger, o financiamento pelo BNDES pode chegar a valores altíssimos, como duzentos milhões de reais.

As cifras concedidas nesta linha de crédito são indicadas para o empreendedor que deseja abrir novas filiais, iniciar o negócio não como uma pequena oficina, mas como empresa de médio ou grande porte, entre outros. Ou seja, é o financiamento indicado para grandes expansões.

Porém, é necessário um estudo detalhado por parte do gestor antes de buscar este crédito. Os valores, com certeza, são tentadores e as possibilidades para o investimento são praticamente infinitas. No entanto, é preciso entender a realidade da oficina antes de partir para um crédito dessa magnitude.

3. FINAME

O FINAME tem uma particularidade que até o momento não foi apresentada neste artigo. Ele é um financiamento permitido especificamente para compra de equipamentos e máquinas. Todo processo só pode ser direcionado na aquisição desses materiais e tudo precisa estar vinculado ao BNDES. Ou seja, a transação só pode ser feita por meio de instituições financeiras credenciadas ao órgão.

Sendo assim, fica claro que o FINAME é indicado para um início de projeto, em uma renovação de equipamentos ou na abertura de uma nova filial que também necessitará de máquinas e todo material de trabalho.

4. Cartão BNDES

Esta linha de crédito já necessita um pouco mais de atenção nos detalhes. Logicamente, todo processo de financiamento deve ser conduzido com a máxima atenção, porém, este crédito em particular só pode ser utilizado para compra de produtos.

Além disso, esses produtos precisam estar credenciados no Portal de Operações do Cartão BNDES. Os valores concedidos podem chegar até um milhão de reais.

Outro detalhe do Cartão BNDES é que a taxa de juros é definida mensalmente. Já os prazos de amortização variam de acordo com as regras da instituição financeira escolhida para a operação.

Ou seja, a escolha do banco influenciará diretamente na forma como você conduzirá o pagamento do crédito.

5. Microcrédito Produtivo Orientado Caixa

Uma das linhas de crédito com maior facilidade para fechamento de acordo. Os valores concedidos pelo banco da Caixa Econômica Federal podem chegar até quinze mil reais. O valor liberado varia de acordo com a análise de crédito e com um estudo sobre a capacidade da empresa em pagar o financiamento.

Mesmo tendo um limite baixo em relação a outras linhas de crédito, o Microcrédito da Caixa pode ser a saída na hora de uma emergência ou a concretização de uma oportunidade que o gestor estava esperando. Sendo um dos processos com menos burocracia, é interessante deixá-lo como opção caso necessário.

6. FINEM

Mais um financiamento que faz parte do grupo BNDES. Os valores concedidos pelo FINEM podem ultrapassar a marca de vinte milhões de reais. O processo é direcionado exclusivamente para a modernização, reforma ou ampliação de empreendimentos nos setores do comércio, indústria, agropecuária e prestação de serviços.

Em outras palavras, para um dono de oficina mecânica que deseja reformar ou aumentar o espaço do seu empreendimento, o financiamento do FINEM é uma opção. Toda operação pode ser realizada diretamente com o BNDES ou nas instituições financeiras que, obrigatoriamente, precisam estar credenciadas ao órgão.

7. BDMG

Esta linha de crédito ficou por último pois é concedida apenas para empreendimentos do estado de Minas Gerais. Ou seja, se a oficina mecânica funciona dentro do estado, o Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais pode conceder créditos, se o faturamento da oficina não ultrapassar a marca de trinta milhões de reais em faturamento ao ano.

O BDMG oferece vantagens interessantes no processo de crédito, como não exigências no tempo de relacionamento com a instituição ou obrigatoriedade da adesão de outros produtos para o fechamento do acordo.

Entre as modalidades de financiamento oferecidas pelo banco mineiro estão: o projeto de inovação e expansão do negócio e projetos de inovação.

Neste artigo você descobriu 7 linhas de crédito que podem ser buscadas por donos de oficinas mecânicas para ajudar na manutenção ou expansão do empreendimento. Não é interessante buscar apenas aqueles financiamentos que disponibilizam os maiores valores. Estude de forma profunda cada uma das opções apresentadas antes de tomar a sua decisão e selecione a melhor opção de acordo com o seu planejamento estratégico e a sua capacidade financeira.

Então, agora que você já sabe onde conseguir linhas de crédito para o seu empreendimento, outra ótima dica é entender o que é o fluxo de caixa e qual sua importância.