Com a proximidade dos festejos de fim de ano e as férias de verão, muitas pessoas se dirigem às belíssimas praias que nosso país possui, porém, como fica a questão da maresia em automóveis?

Não é segredo para ninguém que esse elemento natural, presente em grande escala no litoral brasileiro causa diversos danos aos veículos. Nesse contexto, como evitar esses problemas ao viajar e ter mais tranquilidade quanto às possíveis dores de cabeça causadas pela maresia?

Neste artigo, você encontrará os principais efeitos que o fenômeno causa nos veículos, bem como conhecerá dicas simples para minimizar os impactos que ele pode causar. Acompanhe!

Os principais problemas causados pela maresia em automóveis

Além da corrosão, a maresia causa diversos problemas no carro. Para você ter ideia, até mesmo as peças de borracha podem ser afetadas, como acontece com as palhetas do limpador de para-brisa e as coifas dos amortecedores e da alavanca do câmbio, que costumam furar com a ação do sal, responsável por secar e atacar as partes feitas desse material.

As conexões elétricas e alguns terminais também podem sofrer oxidação devido à ação da maresia. Portanto, engana-se quem pensa que o único problema é a oxidação e a rápida ferrugem da lataria, que logo aparece nos veículos que vivem à beira da praia.

Ainda assim, não há dúvidas de que a corrosão é o efeito mais visível e que gera maiores custos aos proprietários de veículos automotores. Esse problema é causado pelo contato do metal com a maresia. Diferentemente da ferrugem, ela se dá pela presença do sal em conjunto com a umidade, fatores que aceleram o processo de oxidação do metal.

Além disso, quando se trata de partes de ferro dos veículos, a maresia também aumenta a possibilidade de ferrugem. Ela é mais “eficiente” nesse trabalho que a própria água, considerada por muitos a principal causa de ferrugem em ferro.

A ação da maresia nos veículos

Agora você já conhece os principais problemas causados pela maresia em veículos, deve estar se perguntando: “afinal, qual seria a explicação científica para esse problema”? O entendimento é bem simples: todas as vezes em que uma onda quebra no mar, libera uma quantidade de maresia e micropartículas de água salgada que são lançadas no ar e movimentadas através dos fortes ventos existentes nessas regiões.

Em conjunto com a água salgada, a maresia impregna nos veículos, produzindo uma crosta que gera a famosa corrosão nos veículos, bem como os outros problemas que foram mencionados no item anterior. Os cloretos (íons presentes na água do mar) formam uma espécie de ponte salina que possibilita o fenômeno da oxirredução entre o oxigênio existente no ar e os metais expostos nesses ambientes.

Economicamente falando, a maresia causa transtornos financeiros enormes, uma vez que um veículo que têm uma taxa de vida útil de aproximadamente dez anos costuma ter ela reduzida para cinco em decorrência desse fenômeno climático existente nas regiões litorâneas. Em alguns casos, em apenas dois anos, o veículo pode começar a apresentar problemas decorrentes da maresia.

Portanto, é crucial que você tome os devidos cuidados para prevenir esses tipos de problemas, que, em um curto espaço de tempo, podem fazer com que você tenha que vender o seu veículo por um preço muito abaixo do que o praticado pelo mercado de seminovos.

As soluções para minimizar os problemas com a maresia

Você entendeu como a maresia funciona e os principais problemas que ela pode causar em um veículo. No entanto, será que existe uma forma de minimizar os impactos ou até mesmo fazer com que eles desapareçam?

Sim, existem algumas ações, mas é importante ressaltar que elas podem não ter um resultado tão eficiente se você mora a poucos metros da praia. As dicas que mostraremos a seguir geram melhores efeitos para pessoas que farão visitas ao litoral em épocas específicas.

1. Faça uma lavagem geral no veículo

Inicialmente, você poderá realizar uma lavagem geral no veículo assim que se distanciar da área coberta pela maresia. Há quem afirme que essa limpeza deve ser realizada em até duas semanas após a exposição à maresia, mas quanto antes ela for feita, melhor será para o seu veículo.

Para quem vive no litoral, a dica é tentar lavar o carro pelo menos uma vez por semana e fazer o polimento uma vez por mês, uma vez que a cera é um aliado valioso contra a oxidação.

2. Guarde o veículo em lugar fechado

Outra dica interessante é guardar o veículo em um lugar fechado, principalmente durante a noite, quando a ação da maresia é mais intensa. Se for possível, utilize uma capa de proteção que envolva toda a lataria do carro.

3. Evite trafegar na areia

Evite trafegar na areia, pois, além de ser perigoso e demandar um veículo específico para isso, você ficará muito próximo da praia e ainda mais exposto às ações corrosivas da maresia e das micropartículas de sal.

Fora o risco de atropelar algum banhista e prejudicar o seu carro devido o problema de corrosão, pode ser que haja um aumento repentino da maré e não seja possível retirar o veículo a tempo, fazendo com que você corra o risco de sofrer uma perda total.

4. Limpe terminais e conexões elétricas

Como foi mencionado, os terminais e conexões elétricas também sofrem com a maresia e o sal presente no ar, portanto é interessante realizar a limpeza desses elementos. Você pode limpar o conector da bateria, por exemplo, retirando o zinabre formado pela oxidação com uma simples lixa fina. Dessa forma, você evita que a perda da corrente elétrica gere problemas no sistema do seu carro.

5. Faça a manutenção frequente do veículo

Por fim, sempre é bom fazer a correta e frequente manutenção do seu veículo. Dessa forma, caso seja constatado algum problema decorrente da maresia a que o carro foi exposto, você poderá conhecer o dano de imediato e evitar que ele gere um transtorno ainda maior.

Além disso, você precisa contar com o auxílio de um mecânico para solucionar esses tipos de problema. Jamais tente fazer algo sem consultar um profissional. Em alguns casos, a tentativa de economizar acaba gerando maiores transtornos e custos financeiros consideravelmente maiores do que se você tivesse confiado a manutenção do seu carro a uma oficina mecânica especializada.

Com todas essas dicas, você poderá cuidar melhor do seu carro, evitar os problemas causados pela maresia em automóveis e viajar tranquilo com a sua família para desfrutar das belezas naturais que as nossas praias podem proporcionar.

Gostou deste artigo sobre a maresia em automóveis? Que tal receber mais dicas e conteúdos diretamente em seu e-mail? Então, assine nossa newsletter para não perder nenhuma de nossas postagens.