Contratar mecânicos geralmente é um dos principais desafios para uma oficina. Isso porque a maioria dos conhecimentos da área são práticos, e a análise de um currículo pode não ser o suficiente para enxergar o potencial do candidato.

No artigo de hoje, trazemos algumas dicas e informações para facilitar o processo de contratação em oficina mecânica. Confira!

Critérios de contratação em oficina mecânica

Assim como em qualquer empreendimento, o fator humano é o principal diferencial em uma oficina.

Embora o aspecto técnico seja um dos mais importantes, existem outras competências essenciais nos colaboradores do negócio, como um atendimento ágil e prestativo, capacidade de perceber as expectativas dos clientes e disposição para atendê-las, capacidade para vender os produtos da oficina e motivação para melhorar e crescer junto com a empresa.

Contratar um profissional é uma responsabilidade que exige cuidado, pois será ele que fará um cliente voltar ou não à oficina. Esse é um tipo de empreendimento com tendência a relacionamentos de longo prazo, onde o consumidor satisfeito se fideliza e ainda ajuda na divulgação, indicando os serviços para outras pessoas.

Conhecimentos dos profissionais

O número de funcionários em uma oficina depende do tamanho do empreendimento, mas alguns serviços são comuns nesse tipo de negócio e exigem conhecimentos específicos nas seguintes áreas:

  • Mecânica: o profissional precisa de especialização técnica em veículos automotores, com noções em matemática, informática e física de veículos, além de metodologia para o conserto e qualidade no atendimento a clientes;
  • Alinhamento/balanceamento: o profissional precisa de especialização nas técnicas de alinhamento e balanceamento automotivo, com conhecimentos sobre os sistemas de direção, as técnicas de ajustagem e os procedimentos de montagem e desmontagem;
  • Elétrica: o profissional precisa de especialização como eletricista em técnica automotiva, com noções sobre circuitos elétricos e componentes elétricos e eletrônicos dos veículos, além de metodologia para o conserto

 

Referências e indicações

Os profissionais precisam ser qualificados e devem ser comprometidos com seu serviço, além de ter boa experiência. Na hora de contratar, é preciso certificar-se de encontrar funcionários que garantirão excelência nos serviços prestados.

É importante perceber se o candidato mudou muito de emprego e se ficou curtos períodos de tempo em outras empresas. Caso o currículo aponte algo nesse sentido, pergunte os motivos durante a entrevista.

Após isso, o ideal é buscar referências entrando em contato com empregadores anteriores, em empresas onde o candidato já trabalhou. Pergunte sobre as qualidades do profissional e se o patrão antigo o indicaria para sua vaga.

Avaliação prática

Como os conhecimentos práticos são fundamentais para o exercício da profissão em uma oficina mecânica, pode ser interessante aplicar testes práticos antes de efetuar a contratação de um candidato.

Outra opção é fazer a contratação por um período de teste e não imediatamente de forma definitiva. Desse modo, além da possibilidade de avaliar de perto os conhecimentos e habilidades do profissional, será possível perceber sua adaptação ao ambiente de trabalho e o relacionamento com os clientes e demais colaboradores.

Certificações

O fato de o candidato ter certificações e diplomas de cursos na área significa que ele é uma pessoa engajada e que busca evoluir, logo será muito bom para sua oficina. É essencial que o profissional esteja atualizado e sempre sintonizado com as tendências do setor.

Além disso, apontar para os clientes que seu empreendimento possui profissionais capacitados por instituições de qualidade aumenta a credibilidade acerca da excelência dos serviços oferecidos.

Automação

Vale ressaltar que é importante pensar na automação dos processos da oficina, pois embora sejam tradicionais, as práticas pouco informatizadas não são as melhores atualmente e não podem ser mantidas por muito tempo — até mesmo pelos riscos de processos trabalhistas.

O mercado oferece grande variedade de sistemas informatizados para a gestão de pequenos negócios. No caso da oficina mecânica, pode ser interessante a implantação de sistemas para fazer cadastros dos clientes, histórico dos serviços executados nos veículos, estoque de produtos, fluxo de caixa, controle de vendas, contas a pagar e receber, entre outros.

O uso de um software que automatiza as informações também permite análises confiáveis e facilita acerca das estatísticas, gráficos e relatórios sobre o desempenho dos funcionários.

Trabalho em fins de semana e feriados

O gestor da oficina precisa estar ciente de suas obrigações para com os seus funcionários, como a carteira de trabalho assinada e os direitos sobre folgas e bonificações.

É preciso atenção à Convenção Coletiva do Sindicato dos Trabalhadores da área, para decisões relacionadas aos salários e para orientações sobre as relações trabalhistas, de modo a evitar consequências desagradáveis no futuro.

Como muitas oficinas funcionam aos sábados, domingos e feriados, é necessário cuidado especial e regulamentação sobre a carga horária dos colaboradores, que deve ser informada ao profissional antes da contratação.

Por causa dessa lei, o trabalho exercido aos domingos e feriados precisa ser recompensado com folga ou pagamento dobrado do dia. O dia de repouso é preferencialmente aos domingos, de acordo com a Constituição, mas pode ser negociado; o que de fato é um direito irrenunciável é o empregado descansar um dia da semana e receber por esse dia.

Não se pode trabalhar todos os dias subsequentes sem uma folga semanal e, se trabalhar aos domingos, deve haver uma folga compensatória durante a semana ou pagamento dobrado.

Proatividade

A última dica de hoje é perceber se o candidato à vaga de sua oficina tem vontade de aprender e busca aperfeiçoar suas aptidões. Esse tipo de profissional é aquele que saberá lidar com diferentes tipos de situações e atuará com compromisso, ética e seriedade.

Agora que você já sabe tudo sobre o processo de contratação em oficina mecânica, confira nosso artigo que ensina a gerenciar o RH da sua oficina!