A diversificação de renda é uma das melhores formas de ter uma vida financeira mais tranquila e segura. No entanto, muitas pessoas cometem o gravíssimo erro de concentrar todas as suas forças em uma única fonte de renda, que, por motivos alheios à sua vontade, podem parar de proporcionar ganhos.

Obviamente, isso não significa que você deve ser uma pessoa com diversas atividades, sem se dedicar exclusivamente a uma, mas é importante ter em mente que existe uma forma de diversificar suas fontes de renda, possibilitando que você não dependa de apenas uma.

Neste artigo, você descobrirá a importância de se diversificar seus rendimentos, bem como apresentaremos bons motivos para fazer isso. Confira!

O que é preciso para realizar a diversificação de renda?

Para diversificar renda, é necessário entrar no assunto de investimentos. Em alguns casos, abrir outro negócio pode não ser interessante para esse objetivo, uma vez que isso demanda certo tempo de maturação para começar a gerar lucro, além de existir uma grande chance de não dar certo e fazer com que você tenha prejuízo.

Portanto, a melhor forma de diversificação de renda é por meio dos investimentos. Basicamente, você precisará investir o seu dinheiro em diversos ativos com rentabilidade e prazos diferenciados. Para tanto, é necessário que você tenha em mente quais são os seus objetivos financeiros, bem como aprender a planejar.

Em se tratando de objetivo, é necessário que você defina como sua situação financeira estará em determinado período. Por exemplo, você pode traçar uma meta de ter R$ 100.000,00 em três anos. Assim, é possível traçar um passo a passo para que você possa ir poupando ao longo do tempo até alcançar esse objetivo.

Além disso, com seus objetivos financeiros claramente definidos, é possível escolher as melhores modalidades de aplicação financeira, por exemplo: se você deseja viver de renda daqui a dez anos, pode optar por um investimento de longo prazo, como a Previdência Privada.

O planejamento também é um fator essencial para que você possa diversificar a sua renda. Por meio dele, você saberá exatamente como deve agir em cada etapa do seu objetivo. Nele, devem constar as suas metas de curto e médio prazo, bem como o montante financeiro que deverá ser arrecadado em determinados momentos.

Além de ter objetivos bem definidos e um planejamento bem traçado, é preciso pensar que também existem fatores econômicos que podem influenciar completamente as suas ações futuras. Portanto, também é preciso ter em mente que, mesmo em momentos de instabilidade, você precisa ser firme em seus propósitos e objetivos de diversificação de renda e investimentos.

Como diversificar a minha renda?

Como mencionamos, a diversificação de renda pode ser realizada de forma mais eficiente se você utilizar os investimentos financeiros existentes no mercado atualmente. Portanto, neste tópico, daremos algumas dicas sobre como obter uma renda diversificada e sólida.

Para tanto, você poderá utilizar a Previdência Privada, as Letras de Crédito, Títulos do Tesouro ou Certificado de Depósito Bancário (CDB). Esses são apenas alguns exemplos de investimentos altamente seguros e que proporcionam uma boa e diversificada fonte de renda.

Dependendo do seu perfil, você pode aproveitar os grandes ganhos de aplicações mais arriscadas, como a compra de ações, debêntures e outros papéis que, apesar de proporcionarem uma rentabilidade maior, também têm riscos mais consideráveis.

Quais são os motivos para diversificar a minha renda?

Agora que você entendeu os princípios básicos da diversificação de renda, bem com as formas de realizar essa tarefa, vamos apresentar alguns bons motivos para que você comece a pensar nisso a partir de hoje. Continue lendo!

Otimização das aplicações

Quando você varia os seus investimentos, é possível garantir uma maior rentabilidade nas aplicações, uma vez que você poderá ter acesso a diferentes tipos de rentabilidade proporcionados por diversos ativos financeiros.

Por exemplo, você pode ter uma Letra de Crédito Imobiliário (LCI) que remunere uma determinada taxa de juros e um CDB com um percentual inferior, porém, mais seguro. Dessa forma, você varia seus ganhos e pode obter vários tipos de rentabilidade.

Redução de riscos

Além de otimizar as aplicações, a diversificação também ajuda você a diminuir os riscos de seus investimentos, já que o dinheiro estará distribuído em diversos ativos financeiros em bancos ou empresas distintos.

Assim, caso um investimento comece a dar prejuízo, ou se a empresa vir a entrar em dificuldades financeiras, você não corre o risco de perder todo o seu dinheiro. Além disso, vale a pena mencionar que alguns investimentos como LCI e LCA possuem certa garantia.

Nesse sentido, existe o Fundo Garantidor de Crédito (FGC), que ampara o investidor caso o banco ou instituição financeira venha a quebrar. Ele garante o total de até R$ 250.000,00 por CPF e por título.

Aumento na renda

Não há como falar sobre a diversificação de investimentos sem considerar o aumento de renda, que poderá ocorrer. O mercado financeiro é muito amplo e proporciona ganhos consideráveis.

Inclusive, existem pessoas que vivem exclusivamente da renda obtida pelas aplicações financeiras. Para tanto, você não precisa ter um amplo conhecimento sobre investimentos, pois existem empresas especializadas que prestam esse tipo de serviços aos investidores inexperientes.

Assim, você pode continuar trabalhando em sua oficina mecânica e complementar a sua renda com valores advindos dos seus investimentos que podem ser administrados por profissionais qualificados e competentes.

Produção de uma renda estável

Vivemos em um país que passa por momentos de incertezas sobre o futuro de nossa economia, o que afeta diretamente na renda das pessoas. Portanto, não seria interessante ter um fundo que lhe proporcione uma remuneração estável, independentemente de instabilidades nacionais? Esse conceito poderá ajudar você nessa situação.

Ao produzir uma renda diversificada, você poderá ter a tranquilidade de ter diversos meios de monetização, não dependendo de apenas uma única fonte, que, por algum infortúnio, pode vir a ser extinta ou parar de gerar lucro por algum tempo.

Por fim, a diversificação de renda proporcionará que você tenha uma vida financeira mais estável e principalmente, segura, podendo ter tranquilidade para realizar viagens, adquirir bens ou fazer outros investimentos que proporcionem melhoras para você e sua família.

Gostou deste artigo? Ainda tem alguma dúvida, ou algo a contribuir com esse conhecimento sobre diversificação de renda? Então, deixe um comentário logo abaixo: sua opinião é muito valiosa para a gente.