Para ser bem-sucedida em seu mercado de atuação, é fundamental que a empresa mantenha os processos organizados, opere de maneira produtiva e atenda às demandas dos clientes. Sendo assim, saber escolher um fornecedor de autopeças é um fator crucial a ser considerado.

O fornecedor deve ser encarado como um parceiro de negócios, já que toda a cadeia logística é afetada de maneira positiva ou negativa a depender de como ele atenda ao seu fluxo de produção e corresponda aos prazos de entrega. Sem mencionar aspectos como a qualidade dos produtos oferecidos, preços e condições de pagamento.

Por isso, no conteúdo de hoje mostraremos alguns dos pontos que devem ser observados na hora de escolher o fornecedor de autopeças ideal para sua oficina mecânica. Quer saber mais sobre o assunto? Então continue a leitura para conferir!

Vantagens em relação aos produtos

O valor de um produto adquirido por fornecedores deve ser contabilizado de maneira minuciosa. O que significa que é fundamental verificar se existem vantagens agregadas não apenas na aquisição do produto em si, mas em toda a relação comercial. Por exemplo:

  • assistência técnica sempre que houver irregularidades ou dúvidas em relação aos itens comprados;
  • garantia de qualidade em casos de defeito;
  • processos de troca sem burocracia demasiada;
  • disponibilização de técnicos especializados para aquisição de novas competências;
  • possibilidade de implementação de preços promocionais em aquisição de conjuntos e em maior quantidade.

Entre outros benefícios que representam uma qualidade implícita nos serviços prestados pelo fornecedor de autopeças, garantindo que as necessidades básicas de sua oficina sejam atendidas.

Uma dica útil é perguntar a cada fornecedor avaliado com quais marcas fabricantes ele trabalha. Com base nisso, seu processo de avaliação se tornará mais assertivo e seguro, já que você terá formas de se certificar a respeito da procedência e confiabilidade das peças.

Reputação do fornecedor

Falando em procedência e confiabilidade, não poderíamos deixar de citar um fator altamente relevante na hora de escolher o fornecedor de autopeças ideal: sua reputação no mercado.

Para minimizar os riscos de fazer maus negócios, é imprescindível obter informações a respeito da imagem e reputação dos fornecedores que você ainda não conhece. Para isso, se informe a respeito da experiência que outros gestores de oficinas tiveram com o fornecedor e como os clientes o avaliam.

Lembrando que hoje em dia podemos contar com o auxílio da internet para conseguir esse tipo de informação com agilidade e sem grandes dificuldades.

Estabeleça uma relação de ganho mútuo

Como foi dito na introdução do artigo, fornecedores devem ser encarados como parceiros de negócios, concorda? Afinal, o sucesso de sua oficina mecânica depende — em grande parte — da relação com esses profissionais.

Em um panorama competitivo como o atual, é correto afirmar que a cadeia de suprimentos é uma das bases que fundamenta toda a estrutura da empresa. Ou seja, além de escolher um ótimo fornecedor de autopeças, você também precisa fazer o acompanhamento dessa parceria, alcançando melhores condições de negociação.

Apesar do fornecedor ser uma “ferramenta externa” de sua autopeças, certifique-se de que ele partilha das mesmas intenções e objetivos que sua empresa. Poder contar com alguém que tem as mesmas conquistas como ideal, pode ser um grande diferencial competitivo para o negócio.

Esse relacionamento comercial deve ter como base negociações benéficas para ambas as partes. Sendo assim, da mesma forma que, se sua demanda sempre for atendida com eficiência para evitar rupturas de estoque, quem ganhará com mais aquisições é o fornecedor,. Ele também deve considerar a oferta de vantagens como:

  • exclusividade em produtos de qualidade;
  • redução de valores mediante aquisições especiais;
  • facilitações de pagamento;
  • agilidade nos prazos de entrega.

Além disso — como em qualquer sociedade — caso ocorram situações críticas, é fundamental que o fornecedor repasse a informação com antecedência para que sua autopeças não seja afetada. O processo de confiança deve ser mútuo, concorda?

Distância entre a autopeças e o fornecedor

Para garantir economia de recursos e de tempo e gerar produtividade à oficina, procure fornecedores que fiquem localizados na mesma região de seu estabelecimento comercial.

Evite longas distâncias, já que o frete representa um dos aspectos que mais encarece o preço final dos produtos, além do fato de que grandes trajetos podem significar maiores riscos durante o transporte e, consequentemente, à sua cadeia de suprimentos.

Resumindo, proximidade é sinônimo de garantia de agilidade, redução de custos e minimização de problemas potenciais durante as entregas.

Capacidade de suprir suas demandas

Quem nunca teve problemas com o prazo de entrega de um serviço de reparo em uma oficina mecânica que atire a primeira pedra.

No entanto, isso não quer dizer que o consumidor tem tolerância a esse tipo de problema. Certamente, esse é um dos aspectos que mais prejudica a imagem de autopeças, fazendo com o que o cliente procure a concorrência.

Dado esse contexto, o fornecedor de autopeças tem um papel crítico no processo, já que ele é o responsável por fornecer os produtos que atendam às suas demandas, o que significa que avaliar sua capacidade de suprir o estoque da oficina é um dos fatores mais importantes a ser considerado.

Antes de tomar a decisão de escolher um fornecedor de autopeças, certifique-se de ele terá capacidade para entregar os produtos com agilidade quando forem solicitados, pois um bom estoque perde sua função quando a parte responsável não cumpre sua parte na reposição.

Para conhecer a capacidade do fornecedor, considere fazer uma visita pessoal à empresa. Caso isso não seja possível, mais uma vez, procure obter referências com outras empresas que fizeram negócio com ele e descubra se os prazos são cumpridos.

Preços dos produtos

Para concluir, vale a pena mencionar o ponto que está diretamente ligado à rentabilidade de seu negócio: os preços.

Se você seguiu todas as dicas que citamos anteriormente, nessa altura do campeonato você já terá uma boa base comparativa a respeito dos valores cobrados em serviços e peças, não é verdade?

Entretanto, não se engane com preços demasiadamente baixos, pois eles podem representar um grande prejuízo à imagem de sua empresa com peças defeituosas ou de baixa qualidade e, muitas vezes, sem garantia de troca.

Como você pôde conferir, a escolha de um fornecedor de autopeças é uma tarefa que requer muita pesquisa e conhecimento a respeito do mercado. A relação preço x qualidade deve ter a coerência e o bom senso como parâmetro, já que esse é um ramo altamente competitivo.

Você ainda tem alguma dúvida sobre como escolher um fornecedor de autopeças para seu negócio? Quer entender melhor como podemos ajudar? Então entre em contato com a gente para saber mais!