Acreditamos que todas as pessoas que têm um carro já ouviram falar dela em algum momento. Mas quem não tem um veículo também deve ter escutado algo sobre o assunto. Pode até ser que nem façam a mínima ideia do que se trata, porém, o termo é muito usado, especialmente quando ela apresenta problema. Estamos falando da junta de cabeçote, que é uma peça fundamental para o pleno funcionamento de um motor.

Por isso, neste artigo, você vai entender tudo sobre a junta de cabeçote. O que é, para que serve, quais são as peças que a compõem, como é o seu funcionamento e qual sua importância para o desempenho ideal. Confira!

O que é a junta de cabeçote?

Ela é a peça responsável pela junção mecânica do bloco com o cabeçote. Em outras palavras, é essa junta de cabeçote (que podem ser juntas metálicas multicamadas, juntas de metal elastômero ou juntas de metal) que faz a união das partes metálicas — e isso evita o vazamento de resíduos em outras partes do motor.

As juntas de cabeçote de tempos atrás eram formadas por um papel grosso passado com óleo grafitado. Depois de uma certa evolução, ela foi substituída por uma composição de duas folhas de cobre que continham amianto em seu interior.

No entanto, com a proibição do uso de amianto (na Europa e em muitos outros países espalhados pelo mundo) as juntas com esse tipo de formação ficaram obsoletas. Assim, os modelos mais antigos têm desaparecido e dado lugar aos mais novos, com outro tipo de fabricação.

Por exemplo, a junta de cabeçote atual é, normalmente, feita de cartões específicos grafitados. Além disso, recebem o reforço de uma camada interior feita de aço, cobre ou de múltiplas folhas de aço, que dão mais segurança e resistência à peça.

Para que serve e qual a importância da junta de cabeçote?

Essas peças têm como função principal conseguir selar todos os gases quentes produzidos durante uma combustão, além de manter o óleo, o líquido de arrefecimento e os cilindros bem separados, para que não haja nenhum tipo de contaminação que comprometa o funcionamento perfeito do motor.

Dessa forma, qualquer vazamento (por menor que seja) pode causar graves efeitos sobre os componentes do motor e, assim, gerar um colapso total no veículo. Por isso, sempre que houver sinais visíveis de falha na junta de cabeçote, o melhor a fazer é procurar uma oficina mecânica especializada para realizar o diagnóstico e fazer a correção necessária no motor.

É importante destacar que a junta de cabeçote tem uma função de fusível. Assim, se o motor apresentar qualquer inconformidade em seu funcionamento, a junta, provavelmente, apresentará alguma avaria — alertando o condutor sobre o problema. Dessa forma, outros componentes serão preservados.

Além disso, o aquecimento do motor é um dos maiores responsáveis pelos graves danos gerados na junta de cabeçote e no próprio motor. Existem vários fatores que podem levar uma máquina ao superaquecimento, desde um simples vazamento de água ao mau funcionamento de válvula termostática. No entanto, o pior de todos os problemas relacionados ao aquecimento é quando ele ocorre de forma repentina!

No caso de um vazamento repentino — onde toda a água do sistema de arrefecimento acaba vazando — os sensores de temperatura não conseguem fazer a leitura, por isso não indicam ao condutor o excesso de temperatura, o que leva o motor a sofrer danos catastróficos. Perda de compressão, empenos do bloco e cabeçote são situações comuns em motores que sofreram esse tipo de aquecimento.

Quais são as peças que compõem o kit da junta de cabeçote?

Uma vez queimada a junta de cabeçote, a peça necessita ser trocada. Além disso, uma verificação deve ser realizada no cabeçote e no bloco, para conferir se não houve empeno dos componentes. Isso porque ambas as peças sofrem torções com o excesso de temperatura.

Assim sendo, não basta realizar apenas a troca da junta: nesses casos, é necessário que haja um trabalho de retífica, plainando a superfície danificada. Essa superfície deve respeitar a planicidade e a rugosidade estabelecidas pelo fabricante do motor.

Da mesma forma, como os parafusos não podem ser reutilizados — pois apresentam risco de quebrarem e causarem vazamentos —, seu valor deve ser incluído nessa troca. Caso contrário, isso vai fazer com que você tenha que pagar por um novo serviço.

Além de tudo isso, lembre-se de forçar o mecânico a utilizar um torquímetro com o torque correto para o seu modelo de veículo. Ou, então, você vai correr o risco de ter que executar o serviço todo de novo, com ainda mais prejuízo. Portanto, segue abaixo os elementos que compõem o kit completo da junta de cabeçote:

  • junta do cabeçote;
  • junta da tampa de válvulas;
  • junta do coletor de escape;
  • junta do coletor de admissão;
  • retentores de válvulas;
  • retentores de comando;
  • parafusos elásticos (apenas em alguns kits).

Vale ressaltar que você tem a opção de comprar cada uma dessas peças separadamente também. Por exemplo, existem kits com retentores muito ruins, mas, por outro lado, há retentores de marcas boas no mercado que são vendidos de forma separada.

Por isso, vale a pena investir um pouco de tempo e pesquisar, com o objetivo de encontrar peças mais baratas antes de fazer as compras, e assim, obter uma melhor relação de custo/benefício.

Como é o funcionamento da junta de cabeçote?

Antes de tudo, o material da peça deve estar em condições ideais para impedir a penetração da mistura gasosa, do óleo ou da água nos circuitos adjacentes, para que a junta de cabeçote funcione da melhor maneira possível, como dissemos.

Para testar o funcionamento dessa peça tão importante para o veículo e saber se você tem andado com ela queimada, entenda que isso é feito com um testador de vazamento de combustão. É essa ferramenta que consegue verificar se existe vazamento de gases do líquido de arrefecimento.

Para tanto, o testador deve ser encaixado no radiador, que tem que estar fechado. Em seguida, basta inserir um líquido para a realização do procedimento. Caso esse líquido fique amarelo após a partida no carro, há grandes chances de a junta de cabeçote apresentar problemas.

Viu como a junta de cabeçote é uma peça crucial para o bom funcionamento de todo o motor? Por isso, exija sempre o uso de peças de boa procedência e não se esqueça de realizar a manutenção preventiva, certo?

Se gostou deste artigo e quer investir em peças e serviços de primeira linha, entre em contato conosco agora mesmo! Teremos muito prazer em atender você!