Quem trabalha em oficinas mecânicas sabe que a manutenção preventiva é imprescindível para manter os veículos seguros e em dia. Além disso, esse hábito faz com que o trabalho dos mecânicos possa fluir melhor no dia a dia e que o cliente seja fidelizado com serviços de qualidade que vão garantir sua satisfação.

Hoje vamos falar sobre alguns itens que não podem faltar na listagem de manutenção preventiva e por que é importante estimular seus clientes a fazê-la. Confira!

Por que fazer a manutenção preventiva?

Muitas pessoas ainda pensam que levar o carro com certa frequência à oficina é sinônimo de altos gastos. Na prática, as coisas não funcionam bem assim. A manutenção preventiva feita no tempo certo e por profissionais qualificados é, na verdade, a melhor forma de economizar dinheiro.

Sabemos que o país passa por momentos de crise, mas quem tem carro precisa mantê-lo em dia para evitar panes e defeitos graves que, com certeza, sairão mais caros do que uma visita de rotina à oficina.

As estradas brasileiras colaboram para desgastes maiores em várias peças do carro. O sistema de suspensão pode ser facilmente danificado em casos de quedas em buracos e estradas sem pavimentação. A manutenção desses componentes faz com que amortecedores, por exemplo, possam ter uma durabilidade maior.

Um carro sem manutenção também costuma ter gasto maior de combustível, apresentar desgastes de motor, pneus, rodas, freios e uma série de componentes valiosos para a segurança de motorista e de passageiros.

Quais os itens avaliados na manutenção preventiva?

A manutenção é sempre feita na parte externa e na parte interna do carro. Muitos clientes podem não observar algumas questões básicas, como funcionamento de lanternas e setas. Aí entra a importância da manutenção completa.

  • Confira o funcionamento das lâmpadas. Regule os fachos para que iluminem placas da estrada e não prejudiquem os outros motoristas.

  • O fluido de freio precisa ser trocado uma vez ao ano. Observe no manual do veículo o tempo de troca das pastilhas, mas verifique se o desgaste não está grande mesmo antes desse prazo.

  • O filtro de combustível tem data estipulada para troca de acordo com o manual de cada carro. No entanto, o combustível brasileiro pode danificar mais rápido essa peça e levar ao mau funcionamento da bomba de combustível.

  • Verifique barulhos estranhos, suportes quebrados ou vazamentos  no sistema de exaustão. Ele também pode fazer com que o gasto de combustível seja maior e seu rendimento menor.

  • Ao menos uma vez ao ano é preciso checar amortecedores, molas, bandejas, braços, pivôs, buchas, barra estabilizadora e bieletas.

  • Cheque a vida útil dos pneus e a calibragem. Não se esqueça de conferir também o estepe.

  • A bateria deve estar com suas conexões limpas, bem encaixadas e sem corrosão. Se tiver mais de 3 anos de uso faça testes e troque.

  • É importante checar o filtro de ar. Se ele estiver muito escuro e sujo, a troca é bem-vinda. Ele também garante um bom desempenho do carro e o controle da emissão de poluentes.

  • Verifique o nível e a viscosidade do óleo. Confira a quilometragem rodada para saber se existe a necessidade da troca de óleo. A troca do filtro também deve ser feita.

  • Confira as condições das correias dentadas. Ela pode ocasionar travamento e quebra do motor. Aproveite para checar também a correia do ar-condicionado. Quando danificada e/ou gasta, ela pode fazer barulhos.

  • Dificuldade no engate da marcha, perda de aceleração, barulhos estranhos e pedal frouxo são sinais de que a embreagem precisa ser trocada.

  • Por fim, verifique a água do limpador de para-brisa e os equipamentos obrigatórios — triângulo, estepe em bom estado, buzina e extintor de incêndio. Algumas ferramentas e chave de rodas também ajudam em várias situações do cotidiano.

Por que é importante manter o cliente informado?

Com toda essa listagem em mãos, o próximo passo importante é manter seu público informado sobre a importância da manutenção preventiva e de todos os cuidados básicos com o carro.

Lembre-se de frisar que é mais barato executar todo esse processo ao menos uma vez ao ano do que esperar pelo defeito.

Pesquise também o tempo e a forma de uso do carro. Os veículos que são usados em trânsito pesado todos os dias tendem a ter desgastes maiores, principalmente no motor e na embreagem.

Aproveite para conversar, fazer perguntas e explicar sobre todas as etapas seguidas durante a revisão e mostrar onde está cada defeito. Essa é uma boa forma de manter seu cliente próximo de você e bem informado sobre os serviços que estão sendo prestados em seu carro.

É viável estipular valores para a manutenção preventiva?

Estipular um preço fixo para essa manutenção ou criar promoções esporádicas também são boas formas de incentivo. Planeje com antecedência uma promoção e informe a data de início e término.

Aproveite um mês de menor movimento para ativar a promoção de manutenção preventiva e utilize vários meios de comunicação para informar os valores e os benefícios desse serviço para seus clientes fixos e novos.

Que tal apostar na divulgação?

As redes sociais são excelentes ferramentas de divulgação do seu trabalho. Aproveite para gravar vídeos durante a manutenção, fotografar as peças que foram substituídas e aproximar seus clientes do seu negócio com preço e atendimento diferenciados.

Cartazes informando sobre a promoção dentro da oficina também são boas formas de divulgação. Incentive seus funcionários a falar sobre a manutenção preventiva, enviando  whatsapp ou mesmo telefonando.

Assine nossa newsletter e acompanhar várias outras dicas como essas para aproximar seu cliente e colaborar para o bom funcionamento do seu negócio.