Máquina de codificação de chaves: por que vale a pena investir?

A tecnologia e a segurança automotivas avançaram muito nos últimos anos. Até mesmo as chaves, que antes serviam a simples função de fechar o veículo, também receberam novas tecnologias. Por isso, é tão importante contar com uma máquina de codificação de chaves.

O que é uma chave codificada e como ela funciona?

Grande parte dos carros atuais — senão todos eles — já saem de fábrica com esse tipo de chave. Isso porque as montadoras sabem que as chaves codificadas trazem mais segurança ao proprietário.

Porém, quando eles precisam de um chaveiro, a vida fica mais complicada. Afinal, a maioria ainda não possui o equipamento para codificação de chaves quando é necessário fazer uma cópia.

Isso acontece porque as chaves codificadas contam com um chip interno, também conhecido como transponder, que carrega um código especialmente criado para o carro do proprietário. Assim, o item é insubstituível e só aquele código vai funcionar com o veículo.

O transponder se comunica diretamente com a central de segurança do veículo. Portanto, mesmo que haja uma cópia idêntica da chave de ignição, sem o código o carro emite um alerta e fica impossibilitado de ser ligado.

Por que a máquina de codificação de chaves é um bom investimento?

A necessidade de contar com uma máquina para codificar chaves é parecida com aquela surgida nos meados da década de 1990 no Brasil, com a chegada dos carros com injeção eletrônica.

Foi um momento de transição, em que as oficinas passaram a contar com aparelhos que se conectavam com os veículos e faziam o diagnóstico dos problemas fazendo a leitura da ECU (Engine Control Unit, ou “Unidade de Controle do Motor”, em português) do carro.

Quem investiu nestes aparelhos, à época, saiu na frente e conseguiu grandes lucros.

1. Aumenta a rentabilidade

Por ser um aparelho extremamente automatizado, a rentabilidade do serviço costuma aumentar exponencialmente. Além de poder realizar diversos tipos de cópia, essa ferramenta também pode ser controlada via computador e adaptada para qualquer tipo de chave.

Para fazer a reprodução do código da chave, por exemplo, não é preciso ter nenhum conhecimento de programação. Basta inserir a chave original no leitor e aguardar que a reprodução seja feita automaticamente.

2. Pouca oferta, muita procura

Toda essa peculiaridade das chaves codificadas acaba criando um nicho de mercado muito interessante para se investir. Por um lado, a procura pelo conserto de chave codificada aumentou e deve crescer ainda mais, já que essas chaves se tornarão padrão.

Na contramão dessa tendência, a maioria dos negócios ainda não contam com o equipamento especializado para fazer o serviço. O que traz uma grande oportunidade para quem quer investir em uma máquina de codificação de chaves para a oficina.

3. Agrega valor com outros serviços

Com a máquina de codificação de chaves, também é possível aumentar consideravelmente a margem de lucro com outros serviços de chaveiro. Além de poder cobrar a mais por um serviço que quase ninguém oferece, a oficina pode ainda agregar outros serviços como:

  • ler as senhas do transponder;
  • programar telecomandos;
  • emparelhar módulos.

Assim, oferecendo serviços agregados que vão além da simples cópia de chaves, a oficina pode faturar mais e ainda fidelizar seus clientes. Afinal, o consumidor prefere ir sempre a um lugar só que possa resolver tudo de uma vez.

E aí, o que acha de investir numa máquina de codificação de chaves para sua oficina? O lucro é garantido! Para conhecer mais sobre essa ferramenta, siga a Chiptronic no Facebook e não perca nenhuma novidade!