Como padrão oficial, a gasolina brasileira tem 22% de etanol em sua composição. Eventualmente, essa quantidade pode ser reduzida ou elevada, no intuito de regular os preços do combustível. Fato é que todos os testes de campo e em laboratório são realizados pelos técnicos de desenvolvimento utilizando essa referência. Assim, as consequências do uso de combustível adulterado no motor podem ser catastróficas.

Nos dias de hoje, o percentual de etanol na mistura se encontra em 27,5%, com a intenção de evitar aumentos ainda maiores do preço da gasolina. Entretanto, a ideia do governo é elevá-lo para 40% até o ano de 2030.

Por isso, levando em consideração uma conclusão aparentemente óbvia — a de que todos os motores serão afetados com isso — nosso texto faz uma análise mais profunda dos danos.

Vamos mostrar a você os principais problemas e consequências causadas pelo combustível adulterado no motor dos veículos e os cuidados necessários. Confira!

Queima da bomba de combustível

As bombas de combustível funcionam corretamente com dependência de viscosidade e do poder lubrificante do combustível. Portanto, um componente projetado para trabalhar naturalmente com gasolina, com propriedades diferentes do etanol, fatalmente apresentará problemas ao operar com fluido fora das especificações de fábrica por muito tempo.

Assim, caso aumente o percentual de etanol na gasolina de 27,5% para 40%, certamente as bombas de combustível de muitos modelos concebidos para funcionar apenas com gasolina sofrerão danos.

Uma boa maneira de evitar que isso aconteça é pensar no prejuízo, uma vez que o preço do componente varia entre R$ 300 para carros populares e passa de R$ 10 mil para os importados de luxo, fora a mão de obra de um bom mecânico.

Entupimento dos bicos injetores e filtros

Outro efeito negativo do excesso de etanol na mistura de gasolina é a detonação — também chamada de “batida de pino” — provocada pela combustão incompleta. Dessa forma, o resultado do funcionamento deficiente da operação acarreta na carbonização, que libera impurezas que contaminam todo o sistema e danificam algumas peças do motor.

Com isso, os bicos injetores são os primeiros a apresentar defeitos, a partir do momento em que os filtros se saturam. Quando ocorre a formação de partículas mais espessas é mais grave ainda, pois o entupimento dos componentes responsáveis pela condução de combustível impedirá que eles consigam fornecer o fluxo necessário. Então há uma acentuada queda de desempenho.

Se existe o uso de combustível adulterado no motor movido exclusivamente a gasolina, a probabilidade de entupimento dos bicos injetores aumenta significativamente.

Problemas de lubrificação

O óleo lubrificante é selecionado de acordo o combustível utilizado, assim como todos os consumíveis do motor e outros componentes.

Desta forma, um aumento da quantidade de álcool na gasolina traz problemas de lubrificação para os motores dependentes apenas do derivado do petróleo, uma vez que o etanol perde suas propriedades de lubrificação quando exposto a um combustível diferente do qual foi concebido.

Por fim, o lubrificante é apenas mais um item que precisaria ser alterado com a liberação por parte do governo de mudar a composição do combustível no Brasil.

Outro problema é a formação de borra em caso de falta de manutenção por longos períodos, mesmo que se use gasolina dentro da nova especificação.

Travamento do turbocompressor

Como a turbina utiliza o mesmo fluido do motor para sua lubrificação, outra consequência da perda das propriedades lubrificantes do óleo em motores movidos somente a gasolina, pode ser a quebra da mesma.

Isso porque seu rotor tem giro superior a 100 mil rotações por minuto e apresenta sensibilidade maior a modificações nas características físico-químicas do óleo se comparado ao restante da unidade motriz.

Em outra ponta, motores turbos requerem maiores cuidados em sua manutenção, especialmente no que se refere ao óleo lubrificante e filtros. É preciso redobrar a atenção com a manutenção quando existe o aumento da quantidade de etanol na gasolina, pois os recursos necessários para reparar uma turbina podem chegar a milhares de reais.

Problemas na partida a frio

Infelizmente, os motores movidos apenas a gasolina não se adaptam nada bem ao uso de combustível adulterado. Qualquer que seja o caso, o efeito percebido mais rapidamente com o aumento da quantidade de álcool é a dificuldade na partida a frio nesse tipo de motor.

Isso ocorre porque o poder de calor do etanol é inferior ao da gasolina. Assim, o motor demanda uma quantidade de combustível maior para entrar em funcionamento, já que o sistema de injeção calibrado especificamente para gasolina não supre essa demanda.

Por sua vez, enquanto os motores do tipo “flex” contam com resistências para aquecer o combustível ou com um tanquinho de partida a frio, não existe nenhum sistema auxiliar para o modelo a gasolina entrar em funcionamento pela manhã.

Em casos extremos, se a temperatura ambiente estiver abaixo dos 15°C , e se a quantidade de etanol na mistura for superior a 40%, provavelmente o motor não funcionará e não existe outra saída, a não ser fazer uso de gasolina com menos álcool.

Assim, quando se calibra o sistema de injeção eletrônica, um dos desafios mais sensíveis para os engenheiros é o de encontrar o ajuste mais adequado na partida em dias frios. Se o caso for de motor bicombustível, o sistema exige capricho maior dos funcionários, com a vantagem que esse não sofre as consequências do aumento da proporção do etanol na gasolina.

Por fim, vimos o quanto o uso do combustível adulterado no motor pode danificar as peças caras do carro. Um dos sintomas clássicos dessa falta de cuidado é a percepção da falta de potência. Imediatamente após o abastecimento, você nota o pedal do acelerador “borrachudo” e sente que precisa acelerar mais para atingir a mesma velocidade.

Concluindo, ninguém quer ter dor de cabeça e muito menos prejuízos com uma prática que pode ser evitada. Por isso, fique de olho no combustível que você anda escolhendo por aí e não faça economia com algo que pode custar caro para você no futuro. Se for o caso, dê preferência por resolver os problemas em oficinas mecânicas modernas.

Ajude os seus amigos a conhecerem os problemas causados pela utilização do combustível adulterado no motor e compartilhe agora mesmo o nosso texto nas suas redes sociais!