Estar à frente de uma empresa é uma tarefa que exige muita responsabilidade, reserva inúmeros desafios e exige muito planejamento antes de dar qualquer passo, concorda? Dado esse contexto, utilizar os recursos corretos para prever a demanda é fundamental para garantir o crescimento da organização.

Afinal, é imprescindível saber como projetar cenários futuros e se antecipar ao comportamento dos consumidores, principalmente em uma oficina mecânica que lida não apenas com a venda de produtos, mas com o fornecimento de serviços aos clientes.

Por isso, no conteúdo de hoje mostraremos as principais ferramentas para otimizar o processo de previsão de demanda em sua empresa. Quer saber mais sobre o assunto? Então não deixe de conferir o artigo de hoje!

O que é previsão de demanda?

Em primeiro lugar é necessário entender o que é previsão de demanda, qual sua importância e como ela funciona no contexto de uma empresa do setor de comercialização de peças e serviços automotivos.

Pois bem, previsão de demanda é uma série de práticas e processos que proporcionam às empresas o acesso a informações valiosas a respeito do mercado em que atua, assim como seu mercado-alvo.

A prática também é conhecida como estimativa de demanda e está diretamente ligada às previsões sobre o que ocorrerá em um futuro breve e como os acontecimentos impactarão de forma direta e indireta a área produtiva do negócio.

Qual é a importância da previsão de demanda?

O principal objetivo da previsão é proporcionar conhecimento aos gestores das organizações sobre qual será a demanda do negócio, para mantê-los aptos a tomarem as melhores decisões sobre precificação de produtos e serviços, potencialidades do mercado e possibilidades de expansão.

Empresas bem consolidadas em seu segmento de atuação costumam utilizar a projeção de demandas para analisar a viabilidade de adentrar em novos nichos do mercado.

Ao observar que a demanda de seu produto/serviço aumentará no futuro, o empreendimento pode elaborar de forma precisa um plano de ação para dar início às operações no novo mercado, reduzindo os riscos que possam afetar a competitividade e diminuir sua lucratividade.

No contexto de uma oficina mecânica, a previsão pode auxiliar, por exemplo, a gestão do estoque, pois ao implementar uma estratégia bem-sucedida para prever demandas, pode-se evitar excessos e desperdícios que afetam as finanças da empresa.

Como a previsão de demanda pode ajudar a oficina mecânica?

  • melhores planejamentos orçamentários sobre os serviços oferecidos;
  • melhores planejamentos sobre a necessidade de mão-de-obra adicional;
  • previsões financeiras mais assertivas;
  • atividades e ações de marketing otimizadas;
  • redução de erros com excessos de aquisição de peças automotivas ou ausência de produtos em estoque;
  • melhores formulações nas estratégias de precificação;
  • realização de orçamentos de matéria-prima de forma mais acurada.

Vale ressaltar ainda que, mesmo que uma estratégia de previsão de demanda bem implementada possibilite a economia de recursos e capital financeiro da oficina mecânica, sempre deve haver uma relação coerente entre preço e qualidade dos serviços oferecidos, para garantir a satisfação dos clientes e a competitividade do negócio.

Quais ferramentas podem otimizar o processo?

1. Suavização exponencial

O fato de ser um método que leva em consideração a simplicidade e não exige uma grande quantidade de dados, torna a suavização exponencial uma das ferramentas mais comuns em estratégias para prever demandas.

Para construir um modelo são necessários apenas três itens de informação:

  • previsão do último período;
  • demanda para o período em questão;
  • um parâmetro suavizador.

O parâmetro suavizador (a) determina o valor dado às observações mais recentes encontradas e, por consequência, controla a taxa suavizadora ou média. Seu valor está, em geral, restrito a um intervalo.

A fórmula AES é expressada da seguinte forma:

Ft = aAt-1 + (1 – a) Ft-1

Onde:

Ft = Previsão para o período t
At-1 = Valor real para o período t – 1
Ft-1 = Previsão para o período t – 1
a = Constante de alisamento ou parâmetro suavizador

Considerando o caso de uma oficina que deseja prever a demanda por um produto utilizando AES com a 0,4 e sabe-se que a procura real do mês anterior foi de 800 itens, e a previsão era de 700 itens, o objetivo é saber qual a previsão para o mês atual.

Ft = aAt-1 + (1 – a) Ft-1 = 0,4 (800) + 1 (1 – 0,4) 700 = 320 + 420 = 700 itens.

2. Pesquisa qualitativa pelo método baseado em pesquisa

Por meio dessa ferramenta, pode-se realizar uma pesquisa com os clientes para levantar dados ou para saber sua opinião sobre um determinado produto ou serviço.

O público-alvo, nesse caso, deve ser questionado a respeito de suas intenções sobre o produto/serviço em questão, qual a frequência em que suas compras ocorrem ou quais seus planos futuros de compra.

Sendo assim, a ferramenta é geralmente utilizada quando uma pesquisa estimativa sobre a demanda deve ser realizada para um curto período de tempo. Lembrando que a pesquisa qualitativa pode ser feita por:

  • analogia histórica;
  • força de vendas;
  • método Delphi;
  • júri executivo.

3. Pesquisa quantitativa pelo método estatístico

Esse é o método utilizado quando a previsão de demanda precisa projetar períodos mais longos, sendo a opção comumente utilizada de uma maneira geral. O método estatístico tem pontos de vantagem por conta de fatos como:

  • não é subjetivo como o método de pesquisa;
  • tem um custo mais baixo de execução;
  • trabalha com informações, por isso traz mais confiabilidade aos dados.

Dentre os inúmeros métodos estatísticos existentes, podemos citar:

  • regressão múltipla;
  • regressão simples;
  • suavização potencial (já citada no artigo);
  • média móvel;
  • decomposição;
  • projeção de tendência (um dos mais utilizados).

4. Software de gestão empresarial

Para finalizarmos, vale a citar uma das ferramentas mais presentes nas empresas modernas no que se diz respeito à obtenção de dados sobre a previsão de demanda: os softwares de gestão empresarial.

O fato desses sistemas serem munidos com recursos eficientes de automação de tarefas, planejamento de demanda e planejamento de inventário, facilita a expansão da visibilidade de todos os procedimentos da cadeia de suprimentos e gerenciamento de estoque.

Além disso, é uma ótima forma de implementar inteligência à oficina mecânica, mantendo-a atualizada e competitiva em um panorama tão acirrado como o atual, em que prever a demanda é uma necessidade cada vez mais importante.

Agora que você já conheceu as principais ferramentas para otimizar o processo de previsão de demanda, saiba também como dimensionar o estoque de sua oficina mecânica de maneira correta! Confira o nosso post sobre o assunto.