EPI em oficina mecânica: você sabe a sua importância e quais itens são essenciais? Essa é uma pergunta interessante, principalmente se levarmos em conta que a profissão de mecânico automotivo apresenta diversos fatores de risco, o que exige dos colaboradores e donos de oficinas a máxima atenção.

Além de cuidar para manter o ambiente limpo, com boa iluminação e usar as ferramentas apropriadas, também é preciso garantir os equipamentos de proteção individual (EPI) e coletivos (EPC). O grande problema é que muitos não sabem o que são EPIs e quais são os itens que devem ser utilizados em uma oficina.

Para ajudá-lo, elaboramos este artigo que explicará o que são os EPIs, o que a legislação fala sobre o uso desses equipamentos, a sua importância e os itens obrigatórios para uma oficina. Confira!

O que são EPIs

EPI (equipamento de proteção individual) é qualquer item, produto ou dispositivo utilizado exclusivamente pelo funcionário com o objetivo de protegê-lo contra riscos ameaçadores da sua segurança e/ou saúde no ambiente de trabalho.

No Brasil, a regulamentação está descrita na NR 6 (Norma Regulamentadora 6). Os empregadores podem adquirir os equipamentos no mercado local ou importar, mas é necessário ficar atento a alguns pontos importantes:

  • precisa ter o Certificado de Aprovação do Ministério do Trabalho;

  • deve mostrar de forma clara o nome do fabricante, lote e Certificado de Aprovação.

Legislação sobre o uso de EPI em oficina mecânica

Não resta dúvida da importância de contar com uma legislação para o uso de EPI, visto que essa é uma das principais formas de assegurar as condições básicas de segurança e saúde para o trabalhador.

Por esse motivo, a lei obriga o empregador a fornecer tanto o material de proteção aos colaboradores, como também disponibilizar o devido treinamento para o uso correto dos equipamentos. Quando recebe os EPIs, o funcionário deve assinar duas vias de uma declaração que comprove o recebimento — cada parte fica com uma via.

Outro fator importante é que o gestor tem por obrigação garantir que os seus colaboradores usem os equipamentos no dia a dia. O não cumprimento das regras pode gerar multas pesadas para a empresa, além de aumentar o risco de processos trabalhistas.

Caso o EPI seja danificado ou perdido, o empregador tem a responsabilidade de disponibilizar imediatamente a substituição. No entanto, é importante ressaltar que a responsabilidade não é exclusivamente da empresa. O colaborador tem o dever de usar o equipamento que é disponibilizado. 

A importância dos EPIs

Para os colaboradores

Como destacamos no início, uma oficina mecânica tem diversos pontos de risco para o profissional, como a exposição a produtos químicos e tóxicos, movimentação e utilização de equipamentos e peças pesadas, serviços de soldagem etc.

Logo, o uso dos EPIs em uma oficina mecânica é de suma importância para garantir que as atividades serão realizadas nas condições adequadas, com o menor risco possível. 

O uso dos EPIs também é importante para conscientizar o colaborador acerca dos riscos e da necessidade de atenção ao executar as tarefas. Infelizmente, alguns funcionários preferem trabalhar sem os equipamentos — geralmente por acharem que eles reduzem a sensibilidade ou geram algum empecilho ou limitação na atividade. 

Não restam dúvidas que o uso dos EPIs é a melhor maneira de zerar ou minimizar doenças e acidentes no ambiente de trabalho.

Para os donos de oficina

A utilização do EPI deve ser considerada um investimento pelos donos de oficina. O que está em jogo são fatores como a vida e o bem-estar dos colaboradores, a imagem de sua oficina, a produtividade e a quantidade de ações trabalhistas que você pode evitar.

O primeiro item, garantir a integridade física do colaborador, certamente já é mais do que suficiente. Mas saber que seguir essa norma também vai ajudar a empresa a ser mais produtiva, gerar uma boa imagem no mercado e economizar com ações trabalhistas e multas, certamente destaca a importância dos EPIs.

Principais EPIs de uso obrigatório na oficina

É recomendado o uso de equipamentos como luvas, calçados, máscaras e óculos de segurança para evitar o contato ou a inalação de materiais tóxicos, prevenindo danos aos olhos e pele. Vejamos como utilizar cada um deles na oficina.

Luvas de proteção

O uso de materiais como graxa e óleo é prejudicial à saúde e pode acarretar irritações na pele, gerar dificuldades respiratórias e, em alguns casos extremos, desenvolver um câncer.

Os serviços de funilaria exigem que as luvas sejam de couro. Elas são necessárias para a proteção das mãos do colaborador nas etapas de solda, montagem e desmontagem dos equipamentos metálicos.

Já para os que trabalham com pintura, é recomendado o uso de luvas impermeáveis. Dessa forma, o contato com a tinta é eliminado, minimizando o risco químico da exposição por longos períodos.

Calçados de segurança

Outro item indispensável em uma oficina mecânica são os calçados de segurança. Eles têm como principal função proteger os pés de substâncias e, até mesmo, de objetos e peças que possam cair no chão e provocar ferimentos caso sejam pisados. Esse EPI também protege contra queimaduras, batidas acidentais, arranhões e cortes.

Máscaras e óculos de segurança

Outro item obrigatório são os óculos e máscaras de segurança. Ao realizar atividades de soldagem é preciso utilizar máscaras que contenham lentes de proteção contra radiação ultravioleta. Ela ajudará a proteger o rosto contra fagulhas e estilhaços.

Uniforme com tecido adequado

O uniforme evita que o funileiro sofra com queimaduras e fique exposto a cortes. Para este profissional, o tipo mais indicado é o brim (também pode ser utilizado na pintura).

Já para o profissional que atua na cabine de pintura é recomendado o uso do macacão tyvec. A sua função é evitar o contato direto dos produtos químicos com a pele em ambientes fechados.

Protetor auricular

Outro item básico é o protetor auricular, visto que ruídos prolongados acima dos limites determinados podem resultar em problemas auditivos.

Garantir o uso de EPI em oficina mecânica é dever do gestor ou dono do estabelecimento. Contudo, não deve ser encarado como uma obrigação, e sim como uma forma de gerar segurança, aumentar a produtividade e reduzir custos.

Agora que você já sabe quais são os EPIs obrigatórios para oficinas mecânicas, saiba mais sobre a sua importância.