Cobrar por hora de serviço ou definir os preços em sua oficina mecânica pode não ser uma tarefa muito simples. Alguns preferem determinar esse critério observando apenas as nuances do mercado e os preços praticados pela concorrência.

Esses fatores, de fato, podem contribuir para esse tipo de definição; entretanto, eles não são os únicos que precisam ser observados — existe uma série de elementos que compõem os preços de uma oficina mecânica.

No artigo de hoje, mostraremos como você deve fazer essa definição de modo a conseguir garantir uma boa lucratividade para o seu negócio. Acompanhe!

Qual é a importância de aprender a cobrar pelos serviços

Saber cobrar por hora é um conhecimento fundamental para quem quer ter sucesso no negócio de mecânica. Afinal, essa definição é o que garantirá que todos os custos do seu empreendimento sejam cobertos, contribuindo, principalmente, para geração de lucro para o negócio.

Um simples erro na hora de definir os preços dos seus produtos ou serviços pode significar muitos prejuízos financeiros e, com o passar do tempo, a inviabilidade do negócio. Isso significa que uma má administração e definição de preço dos seus produtos pode significa uma grande chance de ter que fechar as portas do estabelecimento.

Muitas pessoas acabam fixando esses valores de acordo com o que o mercado estabelece ou observando sempre os seus clientes e tentando colocar os preços abaixo do que eles geralmente pagam.

Só que isso pode ser extremamente prejudicial para sua empresa, pois cada uma tem gastos diferentes, e esses elementos, como veremos mais adiante, são um dos fatores determinantes para a fixação do preço de produtos e serviços.

Como cobrar por serviços na oficina?

Entendida a importância de saber como definir preços em sua oficina mecânica, vamos passar para a principal etapa deste artigo — as formas de fazer isso. Portanto, continue lendo e aprenda isso de uma vez por todas!

Avalie os custos envolvidos

Um dos primeiros passos a serem dados é avaliar os custos envolvidos nos processos realizados dentro de sua oficina. Ou seja, você precisa mensurar todos os gastos que existem para que um serviço seja realizado.

Por exemplo, deve saber a quantidade e o valor dos materiais utilizados, as horas dos colaboradores envolvidos na execução dos serviços, entre outros.

Liste os benefícios oferecidos ao cliente

Outro elemento que precisa ser incluído em sua estratégia de definição de preços é o valor dos benefícios oferecidos ao cliente. Alguns deles podem envolver custos, como fornecimento de maquinetas de cartão de crédito, parcelamentos, descontos, entre outros.

Ao fornecer esse tipo de benefício aos seus clientes, tenha em mente que será necessário inserir os custos no preço final que é repassado a ele. Em muitos casos, a própria empresa consegue absorver essa despesa e oferecer o benefício ao cliente pelo mesmo valor.

Entretanto, quando isso não é possível, você precisa inserir esses gastos no preço final, principalmente quando oferecer a possibilidade de parcelamento em alguns serviços; afinal, o não recebimento de valores no ato da entrega do veículo pode acarretar dificuldades na hora de pagar fornecedores ou colaboradores. Portanto, ao fazer isso, tenha em mente que talvez seja necessário aumentar o valor total.

Determine a margem de lucro

O preço de venda deve ser suficiente para arcar com todos os custos do seu negócio, bem como gerar lucro para ele. Afinal, toda empresa é constituída com a finalidade de gerar resultados positivos para os seus proprietários. Quando isso não acontece, há algo que precisa ser averiguado com cautela.

A margem de lucro não tem que ser fixa. Você pode alterá-la de acordo com o tipo de serviço que pretende fornecer. Por exemplo, a lubrificação pode conter um percentual maior que a troca de alguma peça em específico.

Tudo dependerá do quanto você gastará para executar determinada atividade, assim como do retorno pretendido a partir de cada uma delas e da percepção de valor do cliente sobre aquilo que está adquirindo.

Faça uma pesquisa de mercado

Apesar de termos afirmado que algumas empresas acabam fixando valores erroneamente apenas observando o mercado, isso não significa que ele não deva ser observado com muita cautela e atenção.

Afinal, não adianta fazer todo o trabalho da forma correta e determinar um preço muito acima daquele que a maior parte da sua concorrência pratica. Sendo assim, essa análise deve sempre compor a formação do seu preço de venda — não como forma única para definição, mas para servir como uma base e verificar como os outros concorrentes estão aplicando as estratégias de cálculo para cobrar por hora de serviço realizado.

Nesse contexto, você será capaz de avaliar, inclusive, os erros que alguns de seus concorrentes acabam cometendo durante a fixação dos preços de venda praticados, podendo levar essas experiências para dentro do seu estabelecimento e evitar prejuízos a esse processo.

Analisar as despesas envolvidas no processo

Além dos custos, que são, basicamente, os gastos que estão relacionados à efetiva prestação de um serviço, você também precisa ter uma visualização das despesas que envolvem o seu negócio na hora de determinar o preço.

As despesas são gastos que não estão diretamente relacionados à efetiva execução da sua atividade, mas são necessárias para que ela seja desenvolvida. Um exemplo disso é gasto com o pessoal da equipe administrativa, cobrança, compras, gestão de RH, entre outros.

Nesse caso, esses gastos são administrativos e não têm vínculo direto com a prestação de serviços em sua oficina. Entretanto, são essenciais para o bom funcionamento da empresa. Sendo assim, eles também precisam ser muito bem mensurados e incluídos no preço de vendas dos produtos ou serviços realizados em seu estabelecimento.

Seguindo todos esses passos, você saberá como cobrar por hora de trabalho realizado nas mais diversas áreas da sua oficina mecânica. Assim, além de garantir um preço justo e acessível aos seus clientes, também poderá garantir e administrar a lucratividade do seu negócio, proporcionando crescimento e desenvolvimento ao longo dos anos.

Gostou do artigo de hoje? Que tal continuar aprendendo sobre esse assunto tão importante para o sucesso do seu empreendimento? Então, leia mais um artigo que preparamos sobre como definir preços!