A previdência privada voltou a ser alvo de observação de muitos brasileiros após as notícias de uma possível reformulação nas normas da aposentadoria oficial garantida pelo INSS (Instituto Nacional da Previdência Social).

Algumas pessoas, temendo as reformas, procuraram saber mais sobre a previdência privada, como ela funciona, seus benefícios e, principalmente, sobre a importância de possuir um plano.

Neste artigo vamos mostrar o que é a previdência privada, além do quanto ela é importante para qualquer pessoa. Confira!

O que é previdência privada?

Primeiramente, vamos entender o que é a tão discutida previdência privada.

Basicamente, o investimento pode ser entendido como uma aposentadoria desvinculada do INSS, sendo utilizada para complementar o salário recebido do órgão do governo ou como fonte de renda oficial quando o indivíduo decidir encerrar as suas atividades após alguns anos de trabalho.

A previdência privada é dividida em dois planos — o Plano Gerador de Benefícios Livres (PGBL) e o Vida Gerador de Benefícios Livres (VGBL) —, ambos funcionando em duas fases distintas.

A primeira é conhecida como fase de acumulação, que é o momento em que você faz os depósitos periódicos com o objetivo de aumentar o montante de dinheiro aplicado.

Os valores depositados são administrados e investidos em diversos ativos que o banco escolhido possui para fazer o plano de previdência.

A segunda fase é, basicamente, o período em que você começa a receber o valor depositado. Esse dinheiro é corrigido de acordo com as taxas de mercado que refletem sobre a previdência privada.

Agora que você já conhece a previdência privada e sabe como ela funciona, vamos mostrar a importância de possuir um plano.

Como complemento da aposentadoria do INSS

Independentemente do valor que você contribui mensalmente, a sua aposentadoria pelo INSS nunca será maior que o teto estabelecido na legislação, que em 2017 é de R$ 5.189,82.

Ou seja: não importa o valor do seu salário ou retirada mensal, a sua aposentadoria nunca será maior que o valor estabelecido na legislação.

Se você recebe 10, 20 ou 30 mil reais por mês, ao se aposentar pelo INSS hoje não receberá mais que R$ 5.189,82.

Além disso, é muito difícil encontrar um contribuinte que receba o teto máximo da previdência social, o qual é calculado por meio de um índice chamado fator previdenciário, que poucos brasileiros conhecem.

Em contrapartida a esse cenário conturbado e complicado surge a previdência privada. É um tipo de investimento que pode perfeitamente ser utilizado como complemento da aposentadoria oficial do governo.

Você pode adquirir um plano que o remunere com determinado valor, que, somado àquele que você recebe na previdência social, comporá um montante considerável para ter uma vida tranquila na aposentadoria.

Assim você não ficará completamente à mercê das instabilidades e incertezas da previdência social do INSS.

Como fonte de renda principal

Existem também aquelas pessoas que desejam possuir um plano de previdência privada para utilizá-lo como fonte de renda principal quando se aposentarem.

Como já mencionamos, muitos estão preocupados com a instabilidade econômica do país, bem como com as incertezas em relação à aposentadoria oficial do governo, promovida pelo INSS.

Sendo assim, procuram uma forma de garantir estabilidade financeira e conforto no futuro, quando não puderem ou quiserem mais trabalhar, sem depender de órgãos governamentais.

A previdência privada é uma ótima saída para quem não quer ficar dependendo das sazonalidades econômicas e deliberações de governantes, pois não está ligada a nenhum deles e é promovida por grandes bancos já solidificados no mercado nacional.

A previdência privada é um plano feito por você sob medida e de acordo com as suas necessidades e possibilidades. Sendo assim, no momento da contratação você define quanto quer pagar por mês e por quanto tempo.

E o melhor: você escolhe exatamente quanto vai receber por mês quando for se aposentar, sem depender de cálculos complicados de fatores multiplicativos que poucas pessoas entendem.

No entanto, o valor de pagamento mensal, bem como o prazo de contribuição, pode ser alterado de acordo com o valor de aposentadoria que você definir.

Como forma de investimento

Se você pensa que a previdência privada é importante apenas para quem está pensando na aposentadoria está muito enganado!

Ela também pode ser uma excelente forma de investimento para garantir a cobertura de algum plano futuro ou concretização de algum objetivo de longo prazo.

Muitas pessoas, por exemplo, fazem planos de previdência privada em nome dos seus filhos enquanto eles ainda são pequenas e despreocupadas crianças, de modo a garantir o pagamento de seus estudos ou assegurar certa estabilidade quando forem adultos.

Existem aqueles que fazem planos de previdência privada para realizar algum sonho que os manterão fora do seu trabalho por um tempo, como, por exemplo, para estudar no exterior ou passar um ano inteiro nas Ilhas Maldivas ou fazer alguma outra viagem de férias.

A previdência privada é uma excelente opção para quem deseja tirar velhos sonhos do papel e torná-los realidade.

Você pode adquirir um plano de pagamento por tempo determinado — diferente daqueles que as pessoas adquirem para se aposentar, que nesse caso é vitalício — para receber os valores em um intervalo de tempo escolhido por você.

Tudo isso é sempre muito flexível e adaptável às suas necessidades e possibilidades.

Como fonte de liberdade financeira no futuro

A principal importância da previdência privada é proporcionar liberdade financeira das pessoas em uma data futura.

Todo ser humano deseja ter uma vida tranquila, livre de preocupações e, principalmente, com dinheiro no bolso para cobrir as despesas e gastar com outras coisas.

A aposentadoria é o momento de descansar dos anos de trabalho e gozar dos benefícios que a experiência de vida proporcionou à pessoa.

Sendo assim, é fundamental contar com um investimento que o remunere com valor suficiente para manter o padrão de vida e poder desfrutar desse momento de calma e tranquilidade.

E não há como pensar nisso estando preocupado com mudanças de regras da aposentadoria ou deliberações de governantes. Para quem deseja liberdade financeira e um futuro tranquilo, a previdência privada é a melhor opção.

Além disso, a previdência privada é um incentivo a cuidar bem do seu dinheiro, uma vez que quem contrata esse tipo de plano deve organizar as suas finanças para manter os pagamentos sempre em dia.

Gostou deste artigo sobre a importância da previdência privada? Que tal receber dicas sobre gestão e administração de oficinas mecânicas diretamente em seu e-mail? Então, assine a nossa newsletter para não perder nenhum conteúdo.